Rodoviários da Líder cruzam os braços e prejudicam 20 mil usuários

By -

Os ônibus só começaram a sair da garagem da empresa depois das 6h da manhã (Foto: Daniel Landazuri)

Funcionários da empresa Líder, que opera linhas do transporte público na Zona Norte, paralisaram 100% da frota de ônibus das 4h às 6h da manhã desta quarta-feira. Os rodoviários reivindicavam o pagamento dos feriados do dia 25 de dezembro e 1 de janeiro.

“Nós trabalhamos nos feriados é nosso direito receber. Esse pagamento era pra ser feito no último dia 5, mas a empresa fez somente uma maquiagem no nosso contra-cheque, queremos somente nosso direito”, disse um cobrador que preferiu não se identificar.

O gerente de transportes da empresa, Ramyson Brandão, garantiu que a Líder está dentro do prazo estipulado pela lei, mas ressaltou que aqueles que preferiram folga ao invés de remuneração, não tem mais direito de receber o pagamento.

“A empresa está dentro do prazo. Além disso, a lei permite compensar o dia de trabalho no feriado com uma folga, desde que tenha autorização do colaborador, e grande parte dos funcionários solicitaram folga, esses não irão receber mais”, explicou Brandão.

A paralisação chegou ao fim depois que o presidente do Sinetram, Furletti Júnior, chegou a um acordo com os funcionários e confirmou os pagamentos pendentes para o próximo sábado (18).

Aproximadamente 20 mil pessoas foram afetadas pela paralisação dos 85 ônibus da empresa que opera 21 linhas, entre elas: 430, 440, 449, 460.

(Do Em Tempo)

Roberto Brasil