REFORMA: DILMA ACREDITA QUE O POVO É BABACA

By -
Dilma Rousseff com novos ministros

Dilma Rousseff com novos ministros

Dos 39 ministérios só conseguiu cortar 8 e, de 23 mil cargos comissionados, na sua maioria ocupados por petistas, reduziu apenas 3 mil… Ano passado, o jornal Folha de São Paulo denunciou que, no decorrer de 2.014, a presidente gastou 8,8 milhões com cartões corporativos, sendo que desse montante mais de 90% em caráter sigiloso.

Será que alguém de bom senso vai acreditar na reforma ora anunciada pela presidente Dilma? Alguém, como muita razão, já afirmou ser essa senhora a rainha da trapalhada. Equivocada ao extremo continua apostando que os brasileiros acreditam em história de Mula sem cabeça, Saci-Pererê e Papai Noel. Ela não para nunca de acreditar que o povo é babaca, cretino, e que, mais uma vez, vai levá-lo no papo.

Somente depois de 275 dias após ter sido eleita é que promove a primeira reforma, convenhamos um simples arremedo de reforma, um remendo ínfimo, incapaz de evitar que o barco afunde como vem acontecendo. Dos 39 ministérios só conseguiu cortar 8 e, de 23 mil cargos comissionados, na sua maioria ocupados por petistas, reduziu apenas 3 mil. O pior é que não fala quando isso vai acontecer e os critérios que serão adotados para afastar a companheirada da mamata.

Fala também a presidente em diminuir o seu próprio salário e dos trinta e um ministros em 10%. Será que também vai abrir mão do cartão corporativo que ela e os ministros usam e abusam? Ano passado, o jornal Folha de São Paulo denunciou que, no decorrer de 2.014, a presidente gastou 8,8 milhões com cartões corporativos, sendo que desse montante mais de 90% em caráter sigiloso. Cartões corporativos também são utilizados por ministros, secretários e outras autoridades de médio e alto escalão ligadas aos ministérios.

E agora? A título de contenção de despesa a presidente Dilma, os seus ministros e demais funcionários importantes do Poder Executivo vão abrir mão do uso indiscriminado dos cartões corporativos? Não faz muito tempo um ministro petista pagou tapioca com cartão corporativo e uma ministra, usando do mesmo expediente, comprou passagens para parentes e pagou despesas de hotel no exterior. Foi um escândalo.

Ou a presidente e ministros abrem mãos desse tipo de privilégio milionário e imoral, ou, não o fazendo, a alta cúpula ptralha vai continuar mergulhando ainda mais na desmoralização, aumentando o quadro já deteriorado de uma administração marcada por erros e desacertos que terminou desaguando num mar de corrupção sem paralelo na história deste País. POR MÁRIO FROTA*

*Advogado; *Líder do PSDB na CMM;*Presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação da CMM.

Roberto Brasil