Recursos que podem culminar com a cassação do prefeito Lúcio Flávio de Manicoré vão à pauta do TRE

By -
Lúcio Flávio

Lúcio Flávio

O recurso em ação de investigação judicial eleitoral do Ministério Público que pode culminar com a cassação do mandato do prefeito de Manicoré, Lúcio Flávio do Rosário (PSD) e do vice dele Paulo Sérgio Barbosa, por captação ilícita de sufrágio, abuso de poder econômico ou político e que pede ainda a inelegibilidade dele por 8 anos deverá ser julgado pelo Pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas, essa semana.
O relator da matéria o juiz federal Ricardo Augusto Sales, pediu inclusão em pauta de julgamento dos três processos contra Lúcio Flávio.
De acordo com a representação, apresentada pelo MP no dia 26 de agosto de 2012 na comarca eleitoral do município, Lúcio Flávio distribuiu rolos de arame, motores de rabeta, dinheiro, bicicletas, mosqueteiros, entre outros objetos e benefícios.

Em outubro a Polícia Civil apreendeu três motores rabetas, depois de receber a denúncia de que teriam sido distribuídas pelo prefeito.

Lúcio, assumiu em abril de 2012 a prefeitura de Manicoré, quando o ex-prefeito do município, Manoel Galdino (PSD), renunciou o cargo alegando que precisava cuidar da saúde. Nas eleições do mesmo ano (2012) Rosário foi eleito com 9.651 votos no município.//(Elcimar Freitas)

Mario Dantas