Rebecca inclui mais inteligência nas medidas de segurança

By -

A candidata ao governo do Amazonas Rebecca Garcia (PP) já delineou as medidas de curto, médio e longo prazo a serem implementadas na área de segurança pública do Amazonas, para reduzir a criminalidade e aumentar a sensação de segurança entre os amazonenses, que estão assustados com o crescimento da violência.

Como ação imediata, a candidata da coligação “11 Coragem para Renovar” se compromete a aumentar a presença da Polícia Militar nas ruas, porém fazendo um policiamento inteligente, a partir do mapeamento do crime: mais policiais onde há maior incidência de crimes. Além disso, informa Rebecca Garcia, “convidaremos a Polícia Federal, o Ministério Público e a Justiça Criminal para montarmos uma força-tarefa, com o objetivo de combater o crime organizado e o tráfico de drogas e armas de maneira coordenada”. 

Para garantir a segurança dos amazonenses a médio e longo prazo, esclarece a candidata pelo Partido Progressista, será estruturada uma política de segurança pública para o Estado, com base no tripé prevenção, repressão qualificada e ressocialização. “O Amazonas tem tido ações na área de segurança pública, mas nunca teve uma política de Estado para garantir a redução da criminalidade de maneira consistente e permanente. É isso que vamos fazer: planejar, estabelecer metas e prazos e monitorá-los, a partir de uma ação efetivamente integrada entre as nossas forças policiais, e de parcerias com a polícia federal, o Ministério Público, o Judiciário e as prefeituras”, afirma Rebecca Garcia. 

Entre as ações principais dessa política de segurança pública está o reforço ao serviço de inteligência policial, com a capacitação das polícias, a informatização de processos e a utilização do geoprocessamento dos dados da criminalidade. “Com esta ferramenta – o georreferenciamento – conseguiremos detectar onde estão os chamados pontos quentes, onde se concentra o maior número de casos de violência, com o consequente deslocamento de maior número de policiais para essas regiões”, explica Rebecca Garcia, acrescentando que o Centro de Comando e Controle, que foi um legado da Copa, terá a maior utilização possível nesse trabalho de repressão qualificada. 

“Também será muito importante investir em mais qualidade da investigação policial. A Polícia Civil precisa ser dotada de recursos humanos e materiais que possibilitem uma cena do crime bem realizada com a otimização da instrução do inquérito policial. Só assim poderemos contribuir para reduzir a impunidade, que é um dos maiores combustíveis da criminalidade no Brasil”, explica a candidata ao governo do Amazonas, Rebecca Garcia. 

A redução dos números da violência contra a mulher também será um foco de atuação prioritária, assim como a valorização dos servidores da Segurança Pública. A candidata da coligação “Coragem para renovar” pontua, ainda, a necessidade de se buscar alternativas a um modelo prisional falido e a importância de ações estruturadas de prevenção, em parceria com os municípios: “Não há solução fácil para a segurança pública, e o caminho passa por ações coordenadas entre os entes federados e os demais poderes. Do contrário, estaremos sempre enxugando gelo. Um estado com fronteiras continentais como o Amazonas jamais conseguirá enfrentar sozinho o tráfico de drogas e de armas, por exemplo. E as ações de prevenção à violência precisam da participação dos municípios, que devem investir em iluminação pública e recuperação de espaços urbanos degradados”, esclarece Rebecca Garcia.

Roberto Brasil