Quase 20% dos aprovados no Bolsa Pós-Graduação entregam documentos no primeiro dia

By -

bolsa-universidade02Quase 20% de um total de 1.193 estudantes aprovados na primeira chamada do Programa Bolsa Pós-Graduação (PBPG), da Prefeitura de Manaus, fez a entrega dos documentos comprobatórios no primeiro dia de atendimento, nesta terça-feira, 22. O número ficou dentro da expectativa da Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi), órgão gerenciador do PBPG e dos programas Bolsa Universidade (PBU) e Idiomas (PBI). O prazo para a entrega dos documentos vai até às 17h da próxima quinta-feira, 24.

A movimentação para o início da entrega dos documentos na sede da Espi, no conjunto Parque das Laranjeiras, zona Centro-Sul, começou antes mesmo do horário de expediente. Por volta de 7h da manhã, dezenas de estudantes aprovados na primeira chamada do processo seletivo já se aglomeravam no hall da Escola, sendo recepcionados por servidores que organizavam a movimentação do público. Senhas começaram a ser distribuídas antes do horário de atendimento, que começou oficialmente às 8h.

Entre os estudantes que foram entregar a documentação no primeiro dia estava a estudante Joelma Sales, ex-beneficiária de 50% no Programa Bolsa Universidade. Recém-formada no curso de Assistência Social graças ao benefício da Prefeitura, ela voltou a comemorar a nova vitória. Aprovada, outra vez, com bolsa de 50% – desta vez no Bolsa Pós-Graduação –, ela contou que ficou feliz com a nova oportunidade, ainda mais por ser na mesma área. “Estão dando oportunidade às pessoas que não tem condições de pagar uma pós-graduação e até mesmo a graduação”, afirmou a nova bolsista.

Também contemplado com bolsa de 50%, mas para o curso Perícia Criminal e Segurança Pública, na Escola Superior Batista do Amazonas (Esbam), Jonilson Martins também esteve entre os primeiros do dia. Com o novo curso, ela espera melhorias profissionais após se especializar. “Hoje o mercado de trabalho está muito exigente. Então, a tendência é se qualificar mais para enfrentá-lo. Há tempos eu vinha procurando esse curso na área de que gosto, que é segurança pública”, destacou.

Evellin da Silva Medim também foi contemplada com uma bolsa de 50%, no curso de Gestão Estratégica de Pessoas, na Faculdade Salesiana Dom Bosco, e afirma que o programa vai contribuir em seus estudos. “Acredito nessa contribuição para o meu crescimento pessoal, porque eu quero muito atuar na área de gestão, com pessoas na área de RH. Espero que logo que comece o curso, já inicie atuar na área. Uma oportunidade muito grande para quem não tem renda familiar alta. Dá um impulso, uma motivação”, afirmou.

Dentro da expectativa

O número de presentes no primeiro dia de entrega de documentação ficou dentro das expectativas da Espi, de acordo com a coordenadora do Programa Bolsa Pós-Graduação, Andreia Brasil. “Mas acreditamos que a quantidade de pessoas vá aumentar, principalmente no último dia”, disse ela, que descartou prorrogação do prazo. “Os estudantes aprovados que não comparecerem para a entrega de documentos serão eliminados do processo”, lembrou.

Lista reserva

Assim como acontece no Bolsa Universidade (PBU), a Prefeitura de Manaus mantém uma lista de reserva para vagas que venham a surgir em caso de eliminação de candidatos aprovados em primeira chamada. A lista é formada pelos estudantes que ficaram dentro do perfil alvo do programa, mas que ficaram de fora da primeira lista devido ao quantitativo de vagas oferecidas pelas instituições. Mas uma eventual segunda chamada só ocorrerá caso existam vagas não preenchidas no período de entrega de documentos, conforme assegurou Andreia Brasil.

“Apenas depois do prazo de entrega de documentos é que iremos saber se teremos uma segunda chamada. E esses candidatos da lista de reserva podem vir a ser chamados em uma próxima lista, dependendo do quantitativo de vagas que sobrem nessa fase de documentação”, reafirmou a coordenadora do programa.

O resultado da primeira chamada do Programa Bolsa Pós-Graduação (PBPG) foi anunciado pela Prefeitura na última sexta-feira, 18. No total, 1.193 candidatos de baixa renda foram aprovados no certame, de um universo de mais de 7,2 mil inscritos. As cinco Instituições de Ensino Superior (IES) privadas que aderiam ao programa municipal, ofertaram, juntas, 1.264 vagas em 50 cursos de especialização lato sensu, na modalidade de ensino presencial.

Roberto Brasil