Propaganda eleitoral começa na terça-feira (11)

By -

Após reunião marcada pelo embate entre representantes dos candidatos na eleição suplementar para governador do Estado que, em parte, não conseguiram entregar dentro do prazo as mídias com os programas de televisão e rádio, o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) decidiu iniciar a propaganda eleitoral na terça-feira (11) e não mais na segunda-feira, como estava previsto no calendário eleitoral, esticando assim o tempo para os candidatos prepararem os seus programas.

A reunião ocorreu na manhã deste sábado (8) no plenário do TRE-AM, localizado na avenida André Araújo, bairro São Francisco, zona Centro Sul.

Segundo a juíza eleitoral coordenadora da propaganda eleitoral, Anagali Marcon Bertazzo, a reunião foi convocada na sexta-feira para que fosse deliberado as dificuldades que estavam havendo com relação a entrega das mídias para inserções diárias.

“Como a portaria que foi editada ontem pelo presidente do TRE, referendada pelo Pleno, reiniciou os prazos a partir desta sábado, ontem era para os candidatos terem entregues as mídias, o que não foi possível. E isso gerou a dificuldade das inserções de 30 segundos irem ao ar já a partir de segunda-feira. Por isso reunimos hoje com os representantes dos partidos e o Sinderpan (sindicato de radiodifusão) para estabelecermos um acordo, onde além da propaganda na TV e no rádio, as inserções de 30 segundos também começarem somente na terça-feira, e chegou-se a esse consenso”, detalhou a juíza.

A advogada da Rede Sustentabilidade, Evelyn Figueiredo, que tem como candidato ao governo o deputado Luiz Castro, disse não ver problema em adiar o início da propaganda e das inserções em mais 24h e que irá entregar dentro do prazo estabelecido na reunião – 17h de segunda-feira (10), a mídia com o programa de TV e rádio de Luiz Castro, que neste pleito, terá nove segundos de propaganda.

“As emissoras disseram que não haveria a possibilidade de começar a rodar essas propagandas devido a falta de organização, pois todos foram pegos de surpresa. E os partidos chegaram a um denominador comum que foi de adiar um pouquinho o início das veiculações das propagandas. Uma parte aceitou, e a outra não, mas foi mantida a opinião da maioria. Com relação a Rede, nós entendemos que não há problema algum em começar isso na terça-feira mostrando uma igualdade para todos”, declarou a advogada.

O secretário Judiciário do TRE-AM, Waldiney Albuquerque, contou que algumas siglas divergiram da alteração ou sugeriram adiar em até uma semana o início da propaganda.

“O partido do candidato Jardelvoni (Jardel), do PPL, queria que fosse adiado por uma semana o início da propaganda. O advogado da candidata do PP (Rebecca Garcia), Caupolican Padilha, queria que começasse na segunda-feira mesmo e não na terça, que eles não abriam mão de nada, ou seja, que fosse do jeito que está no calendário eleitoral, entretanto a maioria foi pela flexibilização, abrindo mão da segunda-feira para iniciar na terça. O representante da candidata do PPS (Liliane Araújo) explicou que eles estavam gravando hoje esses programas e que trabalham muito com voluntariado”, exemplificou Waldiney.

A propaganda eleitoral segue até o dia 3 de agosto. Segundo o sorteio do plano de mídia, que definiu a ordem dos candidatos na propaganda realizado no dia 29 de junho e que foi mantido, o primeiro candidato do horário eleitoral é Amazonino Mendes (PDT), seguido de Eduardo Braga (PMDB), Jardel Deltrudes (PPL), Liliane Araújo (PPS), Marcelo Serafim (PSB), Luiz Castro (Rede), Rebecca Garcia (PR) e José Ricardo (PT).

(Com PORTAL A CRÍTICA)

Roberto Brasil