Projeto substitui papel de comprovante bancário

By -

papel-termico1Proposta que pretende substituir o papel térmico no qual atualmente são impressos recibos, comprovantes, notas e cupons fiscais, dentre outros documentos que necessitam ser guardados por um período superior a um ano retornará ao plenário da Câmara Municipal de Manaus (CMM) esta semana. Atualmente, o projeto está sendo analisado na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR).

O projeto é 237/2014, de autoria do líder do PPS na Casa Legislativa municipal, vereador Professor Samuel,  visa impedir que consumidores sejam lesados pela falta de qualidade do papel na hora de precisar comprovar pagamentos, evitando cobranças e constrangimentos a credores.

“Nosso projeto tem sido bem recebido pelos colegas vereadores uma vez que eles entenderam a importância de acabar com essa prática que prejudica o consumidor. Não podemos permitir que o cidadão tenha seu direito lesado diante de um papel que simplesmente se apaga a exposição à luz ou pelo passar do tempo”, destacou o vereador.

De acordo com a proposta, o uso do papel é inviável em face de baixa durabilidade. O papel muda de cor quando exposto ao calor e por isso desaparece tudo o que estiver impresso. Ainda segundo o texto do projeto, “os órgãos de defesa do consumidor orientam que o consumidor precisa guardar carnês, notas, contas e cupons fiscais por pelo menos cinco anos, para que possivelmente se evite futuras cobranças indevidas e possíveis constrangimentos credores”.

“Esse tipo de papel é mais usado por ser mais barato, mas em compensação é muito frágil. Precisamos mudar isso, nosso objetivo é trazer melhorias para a população através de propostas cabíveis. O material usado nesse papel reage à temperatura, luz e umidade. Com esse projeto creio que podemos mudar essa situação”, concluiu o parlamentar.

Roberto Brasil