Projeto do PCE incentiva conscientização no consumo da energia elétrica no ambiente escolar

By -
Ação tem apoio da Fapeam e é desenvolvida em escola da rede pública de ensino

Ação tem apoio da Fapeam e é desenvolvida em escola da rede pública de ensino

O consumo consciente da energia elétrica dentro do ambiente escolar está sendo incentivado pelos bolsistas de alfabetização científica do Colégio Brasileiro Pedro Silvestre, localizado no Centro de Manaus. O projeto, que foi contemplado pelo Programa Ciência na Escola (PCE), uma ação do Governo do Amazonas por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), ensina outras pessoas da comunidade escolar a economizar energia e a preservar o meio ambiente. 

O trabalho tem a participação de cinco bolsistas: Igson Moraes, Márcio Soares, Amanda de Paula, Lucas Ferreira e Ramon Souza, todos do Ensino Médio da rede pública de ensino. Por meio de palestras, a equipe mostra dicas de como fazer o uso consciente da energia elétrica e os benefícios que isso irá trazer a população e ao meio ambiente. “Com o consumo de energia consciente, é possível diminuir os índices de apagões e sobre carga de energia, que é uma das principais causas de danos em eletrodomésticos”, comentou o estudante Márcio Soares. 

Coordenado pela professora Ana Maria Reis, ela explicou que a ideia de trabalhar esse tema dentro da escola surgiu ao perceber atitudes que geram grande desperdício de energia. “As pessoas reclamam muito do valor da conta de energia, eu sempre observei isso, e pensava: mas será se essa pessoa economiza energia em casa? Atitudes simples podem ajudar economizar no fim do mês e ainda preservar o meio ambiente”, disse a professora. 

Doutoranda em Energia pela Universidade do Pará (UFPA), Ana Maria Reis, comentou que as pessoas precisam fazer o uso consciente da energia da elétrica. “É preciso saber usar, mas sem desperdiçar”, acrescentou. 

O estudante Igson Moraes já mudou as atitudes dentro de casa após participação no projeto. “Eu criei o hábito de retirar as tomadas dos interruptores, desligo a luzes durante a noite e no dia aproveito a luz natural para iluminar a casa”, disse.

Já na escola, os alunos ensinam a manter as portas das salas de aulas fechadas para evitar o consumo do ar-condicionado e as luzes apagadas em áreas externas, onde possuem luminosidade natural.

Roberto Brasil