Programa ‘Ônibus Seguro’ vai extinguir o pagamento em espécie nas catracas

By -

A Superintendência de Transportes Urbanos Municipais (SMTU) informou – por meio do Ofício 154/2017 – que iniciou a implantação da bilhetagem exclusiva nas catracas de ônibus. A medida atende à Indicação 014/2017, do vereador Professor Gedeão Amorim (PMDB). Denominado de programa “Ônibus Seguro”, a ação retira o pagamento em espécie dos coletivos com o objetivo de reduzir o índice de assaltos. 

“Nossa proposta à SMTU foi baseada nos programas implantados em outras partes do Brasil. Nesses locais, como a capital de Campo Grande (MS), foi constatado a redução de até 80% dos assaltos nos ônibus. Estudos da Polícia já mostraram que o principal atrativo dos criminosos é a renda arrecadada nas viagens dos ônibus”, disse Gedeão Amorim. 

De acordo com a SMTU, o projeto piloto do programa iniciou, este mês, nas linhas 037, 050, 056, 084 e 714, e a meta é expandir para as outras linhas do sistema de transporte coletivo de Manaus. A Superintendência de Transportes informou ainda que serão elaboradas campanhas de conscientização para a importância do uso do cartão Passa Fácil, em parceria com as empresas concessionárias. 

Sobre o destino dos cobradores de ônibus com a mudança da bilhetagem exclusiva, Gedeão Amorim afirmou que a função será remanejada para outros setores que vão ficar responsáveis pela gestão do sistema dentro das empresas de transporte. “A implantação do sistema necessitará de mão de obra com conhecimento amplo sobre o cotidiano dos ônibus e ninguém mais adequado para desempenhar a função do que os próprios cobradores”, pontuou. 

Postos de Atendimento

Ainda na proposta elaborada pelo parlamentar e enviada à Prefeitura de Manaus está prevista a ampliação dos postos de atendimento aos passageiros para a compra de créditos do cartão Passa Fácil. “O correto será o Sinetram ampliar os postos de atendimento que, hoje, são 49 para um número que atenda os passageiros da melhor forma possível. Durante o processo de implantação, não podemos prejudicar os usuários”, destacou. 

Ele cogitou, no projeto, a possiblidade do usuário do transporte coletivo comprar os créditos para o cartão pela internet. “Creio que essa medida seja perfeitamente viável uma vez que já existem serviços municipais que podem ser feitos pela internet. O ideal seria que houvesse, também, um aplicativo de fácil acesso para o passageiro ter acesso à compra dos créditos do cartão”, disse o vereador.  

Assaltos 

De acordo com os dados divulgados pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), nos primeiros três meses deste ano, foram registrados 842 assaltos em coletivos contra 612casos no mesmo período do ano passado, representando um aumento de 37,5%. 

Em 2017, dois funcionários do transporte coletivo foram assassinados durante os assaltos. “Pior que a perda material é a perda da vida que não tem preço. Acredito que enquanto houver pagamento em dinheiro nas catracas, os riscos de ocorrerem assaltos nos ônibus sempre vão ser muito alto. Precisamos acreditar nessa alternativa já que está difícil reduzir a criminalidade nas ruas”, lamentou o parlamentar.

Roberto Brasil