Profissionais do sexo e clientes de boates do Centro de Manaus recebem informação sobre tráfico de pessoas

By -

IMG-20150801-WA0008

A Secretaria de  Justiça, Direitos Humanos e Cidadania  (Sejusc) realizou na noite de sexta-feira, 31 de julho, abordagem educativa sobre o tráfico de pessoas, em boates que funcionam no Centro de Manaus. A ação faz parte da Campanha Coração Azul contra o Tráfico de Pessoas.

Profissionais do sexo, clientes dos estabelecimentos e a população que estava nos arredores dos locais receberam panfletos e viseiras com informações sobre o tema, além de camisinhas de vênus. “As meninas e homossexuais que trabalham nas ruas e boates são alvo constante de traficantes. É um público muito assediado com vítimas em potencial, por isso, é importante informar sobre os perigos da rede do tráfico de pessoas”.

IMG-20150801-WA0005

Cinco boates foram visitadas e mais de mil pessoas foram abordadas. “Explicar para a gente sobre o que é e como funciona esse tráfico é muito importante. Muitas colegas caem na lábia dos caras que chegam e querem te levar para fora do Brasil. Eu já recebi proposta para trabalhar na Europa e só não fui porque fiquei doente. Uma colega foi e se deu mal e só conseguiu voltar porque fugiu”, declarou uma das prostitutas que não quis se identificar, de 25 anos de idade, que  trabalha no meio há cinco anos.

A Campanha Coração Azul encerrou oficialmente no Brasil no dia 30 mas em Manaus vai continuar até a primeira quinzena de agosto. A exposição “Liberdade não tem Preço ” em que uma caixa medindo 2,5mx2,5m representando uma gaiola humana com várias histórias verídicas de vítimas do tráfico de pessoas, será exposta em vários shoppings da cidade. O objetivo é levar informação e causar reflexão nos visitantes.

Mario Dantas