Professor parintinense é homenageado pelo MEC em lançamento de prêmio nacional

By -

Valter ao lado do ministro Mendonça Filho e do secretário de Educação Básica do Governo Federal, Rossieli Soares (Foto: Divulgação)

O Ministério da Educação lançou nesta segunda-feira (8) um dos maiores concursos em reconhecimento aos professores da Educação Básica. O Prêmio Professores do Brasil (PPB) distribui prêmios em viagens para educadores com projetos inovadores ativos em qualquer canto do País. No mesmo dia, o parintinense Valter Menezes, que revolucionou criando um sistema de saneamento básico para ribeirinhos, foi um dos homenageados na solenidade por meio do ministro da Educação, Mendonça Filho. 

O evento ocorreu no Instituto Singularidades, em São Paulo, e marcou a décima edição da iniciativa. Nesta edição, professores ganhadores serão recompensados com viagens a Inglaterra. O MEC também deve agraciar os vencedores com prêmios que somam até R$ 255 mil.

Na solenidade de abertura, o ministro da Educação, Mendonça Filho, falou sobre os investimentos na educação básica feitos pelo Governo Federal. Segundo ele, mais de R$ 1,5 são investidos atualmente na formação de professores. Ele afirma que além da remuneração, o principal objetivo é estimular outros profissionais a terem ideias capazes de gerar impacto na sociedade. “Uma boa remuneração motiva professores. É um reconhecimento público por meio do Ministério de Educação e das secretarias para estimular professores a abraçarem a carreira e mudar vidas de jovens e das crianças do Brasil”, disse em entrevista.

Parintinense, filho de pescador e de mãe agricultora, o professor Valter Menezes, de 46 anos, podia ser apenas mais um professor da zona rural a enfrentar as dificuldades da rede de ensino pública. No entanto, ele não apenas realizou um bom trabalho na sala de aula como criou um projeto que ficou entre as 50 melhores ações educacionais do mundo. Criada no ano passado e indicada ao Global Teacher Prize, a ação leva água limpa para ribeirinhos através de um sistema totalmente sustentável.

“A nossa Amazônia é muito crítica em termos de saneamento básico. O meu único objetivo era atender a minha comunidade e a realidade do meu povo. É um momento muito especial porque é possível falar para os colegas que é possível chegar a partir de um pensamento, mas um pensamento concreto. Buscar transformar não apenas suas vida profissional mas a sua vida social com uma iniciativa que mude a vida de todos”, declarou.

O ex-secretário de educação do Amazonas e atual secretário de Educação Básica do Governo Federal, Rossieli Soares, comemorou o reconhecimento ao parintinense e considerou uma vitória de todo o Amazonas. “É uma inspiração. Você enxergar um parintinense recebendo outra homenagem pelo destaque do seu trabalho é um espetáculo. A gente espera que esse estímulo chegue a todos os professores para que eles participem mostrando os seus trabalhos”.

Prêmio

Para este ano, o MEC espera pelo menos 15 mil candidaturas no Prêmio Professores do Brasil. As inscrições seguem até 25 de agosto, devendo ser feitas, unicamente via internet na página www.premioprofessoresdobrasil.mec.gov.br. O resultado final será divulgado em dezembro.

(DO PORTAL A CRÍTICA)

Roberto Brasil