Produtores de mel de Boa Vista do Ramos recebem certificação de qualidade e podem ampliar mercado

By -
"Entregamos o certificado que vai permitir que todo o mel produzido nessa região possa ser vendido", destacou José Melo

“Entregamos o certificado que vai permitir que todo o mel produzido nessa região possa ser vendido”, destacou José Melo

Maior produtor de mel do Amazonas, Boa Vista do Ramos (a 271 quilômetros de Manaus) entra em uma nova etapa no ciclo da meliponicultura com a certificação de qualidade da produção, entregue pelo governador José Melo nesta sexta-feira, 11 de setembro. O entreposto de beneficiamento de mel da Cooperativa dos Criadores de Abelhas Indígenas da Amazônia (Coopmel) recebeu a certificação do Serviço de Inspeção Estadual, que assegura a qualidade higiênica, sanitária e nutricional dos produtos e é emitido pela Agência de Defesa Agropecuária e Florestal (ADAF).

O entreposto da cooperativa beneficia 70 famílias que trabalham com a atividade. A meta é dobrar o número e elevar a produção, que este ano deve alcançar a marca de 2,5 toneladas. Segundo o governador, o setor está ganhando um novo horizonte de mercado e poderá comercializar em todo o Brasil.

jose-melo-boa-vista-do-ramos-02“Entregamos o certificado que vai permitir que todo o mel produzido nessa região possa ser vendido para a merenda escolar, supermercado, ampliando o mercado. Trouxemos muitas coisas boas nessa manhã de trabalho. Em novembro teremos aqui o Banco do Povo e também mais vicinais, que se Deus quiser vamos entrar para fazer “, destacou José Melo durante a visita a Boa Vista do Ramos, onde também entregou títulos de terra a 768 famílias de produtores rurais

Dentro do pacote de incentivo à meliponicultura, a Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror) prevê financiamento de colmeias, vidros e insumos para impulsionar o setor. A próxima fase é a certificação de produto orgânico, o que vai ajudar a agregar valor aos itens feitos com o mel cultivado pelas famílias.

jose-melo-boa-vista-do-ramos-03Em Boa Vista do Ramos, o Governo Estadual prevê a mecanização de cerca de 400 hectares através do Plano Safra 2015-2016, lançado no mês passado pelo governador José Melo. O secretário de Produção Rural, Sidney Leite, explicou que haverá incentivos aos produtores por meio de crédito e subvenção, além de recursos para melhoramento genético. A seleção dos agricultores será feita através do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal (Idam). Com a Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam), os financiamentos destinados à mecanização agrícola terão subvenção de 85%. Para a aquisição de calcário será de 50%.

Outra medida importante destinada ao produtor rural é a possibilidade de renegociação de dívidas do Pronaf. É preciso estar em dias para acessar recursos do Plano Safra, disse Sidney Leite.

Roberto Brasil