Primeira renúncia presidencial brasileira completa 126 anos

By -

Há exatamente 126 anos, em 1891, o Presidente da República Marechal Deodoro da Fonseca se tornaria o primeiro líder da nação brasileira a renunciar ao cargo. Mais tarde ele seria seguido por outros três presidentes: Getúlio Vargas (1945), Jânio Quadros (1961) e Fernando Collor de Mello (1992).

Marechal Deodoro que dá nome a uma rua de grande importância no centro da capital amazonense renunciou para evitar uma guerra civil que parecia eminente. Já no século XXI, a partir das manifestações populares de junho de 2013, a pressão da sociedade para que se engrossasse a lista de presidentes a renunciar cresceu muito, o que culminou com o impeachment de Dilma Rousseff apesar da chefe de estado ter conseguido a reeleição

O próximo que entrou na mira dos brasileiros foi o atual presidente Michel Temer, sucessor de Dilma. Com medidas pouco populares ele conseguiu uma rejeição recorde o que só piorou depois das denúncias de corrupção por parte dos delatores da JBS. Notícias dão conta de que Temer chegou a cogitar a renúncia em meados de maio desse ano.

Será que até a campanha presidencial do ano que vem essa lista de presidentes brasileiros a renunciar vai ficar maior? Devido ao curto tempo que falta para eleição é pouco provável… mais não impossível.

Luciano Farias

Roberto Brasil