Preso homem que matou e tocou fogo na sogra

By -
José Maria nega ter matado a sogra, mas as provas indicam o contrário

José Maria nega ter matado a sogra, mas as provas indicam o contrário

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), em ação conjunta com servidores que atuam na Secretaria-Executiva-Adjunta de Inteligência (Seai) da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Amazonas (SSP-AM), prendeu na tarde de terça-feira, dia 23, em cumprimento a mandado de prisão preventiva por homicídio qualificado, José Maria França Junior, 25, apontado como autor do homicídio da sogra dele, a dona de casa Edna de Lima Rosas, ocorrido em 2014. A vítima tinha 40 anos.

De acordo com o delegado titular da DEHS, Ivo Martins, o corpo da dona de casa foi encontrado carbonizado no dia 1º de junho de 2014, em um terreno baldio localizado na Avenida Abiruana, bairro Distrito Industrial, zona Leste. A vítima estava com os pés e as mãos amarrados. A autoridade policial informou que José Maria foi preso por volta das 15h, em uma oficina mecânica situada na Rua Laço do Amor, bairro Jorge Teixeira, zona Leste. O mandado de prisão em nome do infrator foi expedido no dia 25 de novembro de 2015, pelo juiz Mauro Moraes Antony, da 3ª Vara do Tribunal do Júri.

Conforme Ivo Martins, durante as oitivas, no prédio da especializada, José Maria negou participação no crime. “Ele nega ter matado a sogra. Entretanto, o depoimento dele é fantasioso porque temos a comprovação técnica, realizada por peritos do Instituto de Criminalística (IC) no local do crime, de que José Maria esteve no lugar do crime seis horas antes do corpo da dona de casa ser encontrado. Edna já tinha registrado dois Boletins de Ocorrência contra o infrator por ameaça e essa pode ter sido a motivação do delito”, argumentou.

O titular da DEHS informou, ainda, que José Maria também é apontado como autor do homicídio de Jheimesson William Oliveira Cavalcante, ocorrido no dia 6 de fevereiro de 2014, na Rua Laço do Amor. Na ocasião, a vítima, que tinha 22 anos, veio a óbito após ser alvejada no tórax. “A motivação desse crime está relacionada ao tráfico de drogas naquela área da cidade. José Maria é considerado um indivíduo de alta periculosidade. Além desses dois homicídios em que ele é apontado como autor, ele também já tem duas passagens pela polícia por tráfico de drogas e uma por roubo”, declarou Martins.

Pela morte da dona de casa José Maria foi indiciado por homicídio qualificado, por emprego de fogo. Ele também irá responder pelo homicídio de Jheimesson. Ao término dos trâmites legais na DEHS o rapaz foi conduzido à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irá permanecer à disposição da Justiça.

Roberto Brasil