Preso bando que aplicava golpe “saidinha de banco”

By -
O grupo foi autuado em flagrante por roubo majorado e associação criminosa

O grupo foi autuado em flagrante por roubo majorado e associação criminosa

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), prendeu em flagrante, na tarde da última sexta-feira, dia 29, Aminadabe Aragão Batista, 37; André Gama Pinto, 24; Emanuel Cornélio dos Santos, 31, e Janiel Batista Sales, 42, envolvidos em crime conhecido como “saidinha de banco”, ocorrido naquele mesmo dia. Janiel e Emanuel também foram indiciados por latrocínio.

De acordo com o delegado titular da Derfd, Adriano Felix, o crime ocorreu por volta das 11h, na Avenida Autaz Mirim, bairro Tancredo Neves, zona Leste da capital. “A vítima saía de uma agência bancária quando foi abordada por um dos infratores, mas os policiais da especializada já investigavam o grupo e conseguiu efetuar as prisões dos envolvidos naquele momento”, informou.

Adriano Felix ressaltou, ainda, que com o bando foram apreendidos R$ 5 mil pertencentes à vítima, uma pistola calibre 765 com 11 munições intactas, uma motocicleta Honda Falcon, de placa OAL-6509, e um veículo modelo Gol, de placas JWT-3537.

grupo-preso-saidinha-de-banco 03Conforme a autoridade policial, os membros da quadrilha tinham funções bem definidas. “Janiel era o líder do grupo e atuava como “olheiro”. André abordava as vítimas, Emanuel conduzia o automóvel e Aminadabe pilotava a motocicleta”, explicou o delegado.

Latrocínios

O titular da Derfd disse ainda que Janiel e Emanuel também foram indiciados por latrocínio, cometidos durante “saidinhas de banco”. Outros envolvidos nos casos também são investigados pela polícia.

Janiel, segundo o delegado, era investigado pela polícia por envolvimento no latrocínio do cabeleireiro João Paulo Baars de Carvalho, ocorrido na tarde do dia 18 de setembro de 2015, na Rua Rio Branco, Conjunto Vieiralves, bairro Nossa Senhora das Graças, zona Centro-Sul. A vítima tinha 35 anos. João sacou dinheiro em um banco e retornava a pé para o salão onde trabalhava, quando foi abordado por Janiel e um comparsa dele, ainda procurado. A vítima foi morta com um tiro de arma de fogo dado na cabeça.

grupo-preso-saidinha-de-banco 02Felix ressaltou que Janiel também é investigado por outro latrocínio, cometido junto com Emanuel. O crime ocorreu na tarde do dia 5 de abril deste ano, em um posto de combustível situado na Avenida Castelo Branco, bairro Cachoeirinha, zona Sul da cidade. Na ocasião, o empresário Edivaldo Matos de Souza, que tinha 52 anos, sacou dinheiro em uma agência bancária e teria ido ao posto para abastecer o veículo que conduzia, quando foi abordado pelos infratores. Edivaldo foi alvejado com disparos de arma de fogo e foi a óbito no local.

Aminadabe, André, Emanuel e Janiel foram autuados em flagrante por roubo majorado e associação criminosa. Janiel e Emanuel também foram indiciados por latrocínio e associação criminosa. Após os procedimentos legais, os quatro indivíduos serão encaminhados à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irão permanecer à disposição da Justiça.

Roberto Brasil