Presidentes de bumbás assinam novo regulamento 2015

By -
As Associações terão o tempo mínimo de 02h  e o tempo máximo de 02h30min para cada apresentação nos três dias de festival

As Associações terão o tempo mínimo de 02h e o tempo máximo de 02h30min para cada apresentação nos três dias de festival

Após cinco reuniões, as Associações Folclóricas Garantido e Caprichoso chegaram a um consenso e assinaram o novo regulamento 2015/2016 do Festival Folclórico de Parintins, que terá validade até 31 de julho de 2016. Os presidente do boi Garantido, Adelson Albuquerque e o presidente do boi Caprichoso, Joito Azedo, reuniram-se, na manhã desta quinta-feira, para revisar a versão final do regulamento e assinar o documento.

De acordo com o documento, as Associações terão o tempo mínimo de 02h (duas horas) e o tempo máximo de 02h30min (duas horas e trinta minutos), para cada apresentação nos três dias de festival. Ainda segundo o que ficou definido, a Comissão Organizadora será composta por: 01 (um) representante do Poder Executivo Municipal, 01 (um) representante do Poder Executivo Estadual, que atuarão como Presidentes desta Comissão, sendo integrada por 01 (um) representante do Boi-Bumbá Caprichoso e 01 (um) representante do Boi-Bumbá Garantido, que atuarão como membros, os quais deverão ser indicados pela presidência de cada agremiação e nomeados por Decreto do Poder Executivo Municipal A Comissão Julgadora será composta de 01 (um) presidente e 09 (nove) jurados.

O Presidente da Comissão Julgadora será definido por comum acordo pelos representantes dos Bumbás, do Estado que fornecer 04 jurados. Não havendo consenso, o mesmo será definido por sorteio, ainda no Estado de origem. Serão indicados três representantes de cada agremiação, até onze dias antes do início do Festival, para captação e seleção de jurados. Em Manaus, seis dias antes do evento será realizado sorteio dos nove que poderão enviar jurados, excluídos os Estados clássicos da região norte do País, e os que tenham enviado jurados no ano imediatamente anterior. Dos nove estados sorteados, cada bumbá vetará três, alternadamente.

Será necessariamente escolhidos 01 (um) jurado para presidir a comissão, 03 (três) jurados para compor o Bloco A, 03 (três) jurados para compor o Bloco B e 03 (três) jurados para compor o bloco C, dentro das especialidades constantes do Anexo I.

Entre as mudanças que o regulamento apresenta a partir de agora, estão que os bois deverão apresentar, no mínimo, quatro e, no máximo, onze Tribos Indígenas, com no mínimo 20 integrantes, assim como três Tuxauas.

Para Adelson Albuquerque, é uma vitória os bois chegarem a um consenso pelo melhor para o Festival. “Temos que pensar no que for melhor para nossa festa sempre”, finalizou.

Roberto Brasil