Presidente do PCdoB local morre após complicações cirúrgicas

By -

Antônio Levino foi atuante na política-partidária, além de ter sido um pesquisador bem-sucedido da Fiocruz Amazônia – Reprodução/Facebook

Morreu na madrugada desta sexta-feira (21), o presidente municipal do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), Antônio Levino, de 55 anos. A causa da morte seria uma complicação pós-cirúrgica. O velório ocorre na Funerária Canaã, situada na rua Major Gabriel, no Centro de Manaus. O sepultamento acontecerá às 16h de hoje no Cemitério São João Batista. 

Levino havia passado por uma cirurgia de hérnia umbilical durante a semana e, por conta, de problemas cardíacos e de diabetes, ele não resistiu. Em nota, o Instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) lamentou o falecimento de Antônio Levino.

Conforme a nota, Levino foi professor da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), orientador permanente e subcoordenador do Programa Multi-institucional de Pós-Graduação em Saúde Sociedade e Endemias na Amazônia (PPGSSEA), da Ufam/Fiocruz, e trabalhou principalmente com temas relacionados à saúde coletiva, saúde pública, políticas públicas na área de saúde, avaliação de programas e serviços de saúde, saúde em áreas de fronteira, geoprocessamento, epidemiologia e educação em saúde.

“Com a morte de Antônio Levino, o Amazonas perde um brilhante profissional, comprometido com a ciência e com a educação”, finaliza a nota.

O presidente municipal do PCdoB fazia parte da sigla há pelo menos 30 anos. Em sua página no Facebook, o presidente municipal do PCdoB recebeu diversos depoimentos de amigos, alunos e companheiros partidários sobre o falecimento. Um dos alunos, Dhyego Lymma, publicou um post onde relata a convivência com Levino.

“Um grande líder que conheci ainda na minha pré adolescência. Tempo esse muito atordoado em minha vida. Nunca vou esquecer de seus sábios conselhos e sua forma de lidar com os problemas e como sempre apresentava uma solução para cada dificuldade a qual tínhamos. Um líder , um guerreiro que sempre esteve na luta pelo Amazonas e um Brasil melhor. Presto toda minha solidariedade a família em nome de nossa líder  Vanja Andrea Santos. Estou de Luto pela morte desse grande líder que me ensinou muito e que nunca vou esquecer de seus sábios conselhos”, relatou.

Fonte: EM TEMPO

Roberto Brasil