Presidente da Câmara quer explicação sobre reajustes a servidores

By -
Maia disse que os parlamentares precisam de tempo hábil para debater sobre os reajustes antes de votá-los no plenário da Câmara

Maia disse que os parlamentares precisam de tempo hábil para debater sobre os reajustes antes de votá-los no plenário da Câmara

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta sexta-feira que vai pedir mais explicações à área econômica do governo sobre a nova proposta de aumento do funcionalismo público. Maia disse também que quer um tempo hábil para que os parlamentares possam discutir a matéria antes de colocá-la em votação no plenário da Casa.

O governo anunciou na quinta-feira que será concedido reajuste para categorias que fizeram acordos em 2016. Serão enviados ao Congresso Projetos de Lei (PLs) referentes àqueles assinados formalmente entre fevereiro e maio deste ano. Em nota, o Ministério do Planejamento informou que os acordos envolvem auditores fiscais da Receita Federal, delegados e agentes da Polícia Federal, médicos peritos do INSS, entre outros.

Segundo o Planejamento, o impacto dos reajustes em 2016 está previsto na Lei Orçamentária Anual (LOA) deste ano. Os impactos nos anos seguintes serão incorporados nas respectivas LOAs.

(Com VEJA)

Roberto Brasil