Presa quadrilha especializada em roubos a residências na capital

By -

A Polícia Civil do Amazonas, representada pelo delegado Péricles Nascimento, titular da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv), falou na manhã desta segunda-feira, dia 27, durante coletiva de imprensa realizada às 10h, no prédio da especializada, sobre as prisões da empregada doméstica Orilene da Cruz Ribeiro, 27; do companheiro dela, Erik Carlos Pinto Maklouf, 40; Heverton Rocha de Souza, 29, e Tiago Oliveira da Silva, 28, integrantes de uma quadrilha especializada em roubos a residências na capital.

De acordo com o titular da especializada, os quatro infratores estão envolvidos em roubo a uma residência de um condomínio de luxo situado na Avenida Professor Nilton Lins, Conjunto Parque das Laranjeiras, bairro Flores, zona Centro-Sul da cidade. O crime ocorreu na madrugada da última sexta-feira, dia 24. Conforme Nascimento, durante as diligências em torno do caso, as equipes da especializada prenderam, em flagrante, a companheira de Heverton, Simone Nascimento Monteiro, 32, por receptação qualificada, no momento em que a mulher vendia objetos roubados das vítimas.

Conforme Péricles Nascimento, as prisões iniciaram na manhã de ontem, por volta das 11h, com a interceptação de Heverton e Simone no Centro da cidade. Em continuação às diligências, Tiago foi preso na tarde de domingo, por voltas das 13h, na Rua T1 do bairro Compensa, zona Oeste da capital. Já Erik e Orilene foram presos na manhã desta segunda-feira, dia 27, por volta das 7h, na residência da infratora, situada na Rua Beira Rio, bairro Colônia Antônio Aleixo, zona Leste de Manaus.

As ordens judiciais em nome de Orilene, Erik, Heverton e Tiago foram expedidas ontem, dia 26, pelo juiz Glen Hudson Paulain Machado, do Plantão Criminal. Ao longo da coletiva de imprensa o delegado titular da Derfv explicou que na ocasião do delito Erik e Heverton entraram no condomínio pulando o muro dos fundos do local. Eles invadiram a casa de uma família e, em posse de uma arma de fogo, que ainda não foi encontrada pela polícia, mantiveram os moradores reféns. Tiago ficou do lado de fora do condomínio, dando apoio logístico aos comparsas.

Segundo Péricles Nascimento, o bando levou da residência da família uma bolsa onde estavam joias e relógios de grife, três aparelhos celulares, um notebook, um tablete, além do carro da família, modelo Spin, da montadora Chevrolet, de cor cinza e placas PHH – 8862. A dupla saiu do local utilizando o veículo dos moradores para não chamar a atenção dos vigilantes do condomínio residencial. O carro da família foi abandonado pelos infratores na Avenida Tancredo Neves, bairro Flores, logo após o crime.

Durante a ação policial parte das joias da família foi recuperada, além de R$ 1.470 mil em espécie e alguns bolívares, pertencentes às vítimas. Também foram apreendidos, ao longo das diligências, um alicate de corte grande e outro de corte pequeno, uma chave micha, um veículo modelo Gol, de cor vermelha e placas NOQ-5588, e uma motocicleta com restrição de roubo, modelo Honda Bros, de cor vermelha, com a placa clonada. “Os veículos apreendidos com os infratores foram adquiridos com dinheiro oriundo dos roubos a casas na capital. A moto não foi roubada por eles. Foi comprada de terceiros”, disse o delegado.

A autoridade policial explicou que o crime foi articulado por Erik e Orilene, que trabalhou por cerca de quatro meses com a família. “Durante as investigações descobrimos que Orilene trabalhou como empregada doméstica na casa das vítimas. Ela passou todas as informações para os outros integrantes do grupo. A infratora, juntamente com o companheiro dela, Erik, arquitetou toda a ação criminosa”, ressaltou Nascimento.

O titular da especializada destacou que desde que o crime foi registrado na unidade policial as equipes da Derfv iniciaram as diligências em torno do caso. “Após a formalização do delito iniciamos as investigações e, por meio das imagens pelas câmeras de segurança do local, conseguimos confrontar com as imagens dos elementos que já estavam sendo investigados por outros crimes com o mesmo modo de operação”, explicou.

Péricles Nascimento informou que Erik, Heverton e Tiago têm passagem pela polícia por roubo e Orilene responde a um processo por tráfico de drogas. A autoridade policial disse, ainda, que os integrantes da quadrilha confessaram, em depoimento, que na última semana realizaram outros três roubos a residências situadas nos bairros Lírio do Vale, na zona Oeste; Cidade de Deus e Novo Aleixo, na zona Norte da cidade. O delegado informou que as investigações em torno do caso irão continuar para tentar recuperar o restante dos objetos das vítimas. Também será averiguada a participação dos infratores em outros delitos.

No prédio da especializada Orilene, Erik, Heverton e Tiago foram indiciados por roubo majorado e associação criminosa. Simone foi autuada em flagrante por receptação qualificada. Ao término dos procedimentos cabíveis na unidade policial, Erik, Heverton e Tiago serão levados ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM). Orilene e Simone serão conduzidas ao Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF), onde irão ficar à disposição da Justiça.

Roberto Brasil