Prefeitura vai monitorar terrenos baldios e orientar limpeza para combater queimadas urbanas

By -

defesa-civil-e-queimadas-urbanas-1A Prefeitura de Manaus reuniu, nesta segunda-feira, 28, na sede da Defesa Civil Municipal, na Compensa, zona Oeste, os representantes dos órgãos que formam o Sistema do Comando de Incidentes (SCI), uma força-tarefa criada para atuar na prevenção de queimadas urbanas da cidade junto com Corpo de Bombeiros. O grupo começou a definir papéis e estratégias para o combate às queimadas urbanas. 

Entre as ações já está definida a intensificação da fiscalização a  terrenos baldios, com a convocação dos proprietários e orientação sobre os cuidados que devem ser tomados. A Semulsp já intensificou a limpeza em áreas públicas da cidade e vai convocar os proprietários de terrenos onde a vegetação está alta,  mais vulneráveis à queimada, para orientar sobre a importância da limpeza das mesmas. Já o Implurb vai ajudar na identificação de proprietários dos terrenos e  adotar as medidas cabíveis em casos de incêndios, que prevêm multas aos proprietários. 

De acordo com o chefe da Casa Militar, coronel Fernando Farias, que coordenou a reunião,  é preciso concentrar os esforços para trabalhar a prevenção e evitar problemas maiores. “Se o proprietário do terreno evitar que o local fique tomado pelo mato, se tornando vulnerável nesse período quente e seco, ele evita um incêndio e o Corpo de Bombeiros poderá atender outras ocorrências”, garantiu. 

defesa-civil-e-queimadas-urbanas-2Campanhas educativas já estão sendo realizadas nos meios de comunicação e redes sociais e serão intensificadas as reuniões e palestras nas escolas. Ficou ainda definido um canal de comunicação rápida entre os órgãos para possibilitar informações em tempo real sobre incêndios. 

SCI 

O SCI tem a frente o Corpo de Bombeiros e o Grupo de Gestão Integrada Municipal (GGIM). Dentro da esfera municipal, integram a ação as  secretarias municipais de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), Limpeza Urbana (Semuslp),  da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh), Defesa Civil, além do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), juntamente com órgãos estaduais e federais como Corpo de Bombeiro, Serviço Geológico do Brasil (CPRM), Polícia do Meio Ambiente, Batalhão Ambiental, Manaus Ambietal e o Instituto de Proteção Ambiental do Estado do Amazonas (Ipaam).

Focos de incêndio

Em um único dia, o corpo de bombeiros chegou a registrar 18 focos de incêndio na capital. E o número mensal é maior. Só em agosto, segundo o sub comandante da corporação,  coronel Raimundo Rodrigues, foram registradas 121 ocorrências atendidas, em agosto do ano passado o número foi 67.

Roberto Brasil