Prefeitura inicia obra emergencial no igarapé do Bindá

By -

A Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) deu início, nesta segunda-feira, 24, à obra de contenção em gabião do canal do igarapé do Bindá, localizado entre as avenidas Constantino Nery e Djalma Batista, zona Centro-Sul, sentido centro-bairro. A ação começou após parte da sua estrutura desmoronar, por conta do desgaste.

Houve o deslizamento de terra na margem direita do igarapé, danificando uma passagem que dava acesso a residências no local. De acordo com o vice-prefeito e secretário de infraestrutura, Marcos Rotta, os trabalhos no canal serão realizados com celeridade pelos próximos quinze dias.  

“Já iniciamos os trabalhos de recuperação do gabião e logo após esta fase vamos recuperar a calçada que foi danificada. Por mais que não seja uma passagem de grande fluxo de pedestres, ela é utilizada como acesso das famílias do entorno. Logo, a Prefeitura vai estar presente para restabelecer a segurança e o conforto dos que ali residem pois é assim que o prefeito Arthur trata as questões emergenciais de Manaus”, esclareceu.

Moradora na área há 50 anos, a dona de casa Sandra Maria Silva disse que com medo de risco chegou a alugar uma casa em outro bairro. “Quando vi as equipes da prefeitura iniciando o trabalho de recuperação da área foi como um grande alívio, pois agora sei que poderei voltar em breve para a minha casa com segurança é com um serviço feito com segurança”, destacou.  

Além deste ponto na Constantino Ney, outro trecho no canal do igarapé do Bindá está recebendo serviços de infraestrutura, na avenida Mário Ypiranga Monteiro, Parque Dez, próximo ao Clube Fazendário, zona Centro-Sul, onde estão sendo executados serviços de dragagens em toda sua extensão.  

“Esse serviço dragagem, que estamos fazendo de forma preventiva, vai evitar que o igarapé transborde no período de chuvas. Porém, o importante é também que a população colabore e não jogue lixo no leito, pois durante a execução dos serviços encontramos muito material de descarte doméstico, que inclusive poderia ir para a reciclagem, mas que foram jogados de forma irregular”, destacou Rotta.  

Os serviços deverão beneficiar os conjuntos Castelo Branco, Juliana 3, Fazendário, Murici, Vila da Barra, Sambaia, União e adjacências.  

Trabalho contínuo 

Além do canal do Igarapé do Bindá, outras frentes de obras de recuperação de pontes estão inseridas no cronograma da secretaria. Na zona Centro-Sul, a Seminf deu início à reconstrução da ponte na avenida Professor Nilton Lins, no Parque das Laranjeiras, bairro de Flores. No Distrito Industrial,  zona Sul, o Conjunto Nova República começou a receber as fundações da nova ponte em concreto armado.  

Solicitada há anos pela comunidade, a passagem da alameda da Paz, bairro Nova Esperança 2, zona Oeste, já teve toda a infraestrutura executada pela Seminf. A obra está na fase de construção do tabuleiro em concreto armado que irá formar a estrutura física da ponte. 

“A tecnologia de gabião é bastante antiga e algumas que estão instaladas hoje já não estão mais suportando a ação do tempo, por isso a Seminf está reconstruindo essas passagens com o padrão de qualidade superior, mais moderno e preparado para dar a estabilidade e segurança adequada à geografia de Manaus”, enfatizou Rotta.

Roberto Brasil