Prefeitura de Manaus decreta luto oficial pela morte do jornalista Jorge Tufic

By -
A Prefeitura de Manaus lamenta profundamente e se solidariza com a família e amigos do poeta e jornalista Jorge Tufic, falecido, nesta quarta-feira, 14/2, em São Paulo, aos 87 anos, após complicações por um câncer de pulmão.

O prefeito Artur Virgílio Neto e a primeira-dama do município e presidente do Fundo Manaus Solidária, Elisabeth Valeiko Ribeiro, reiteram que Jorge Tufic imortalizou sua obra em Manaus e no Amazonas. “Jorge Tufic era meu amigo e confrade na Academia Amazonense de Letras, além de ter sido um grande amigo de meu pai, Arthur Virgílio Filho. Todas as homenagens são necessárias para nos despedirmos de alguém tão grandioso quanto ele”, disse o prefeito.
Pelo falecimento, a Prefeitura de Manaus decreta, por meio da Casa Civil, luto oficial de três dias. “A sociedade amazonense e brasileira perdeu um dos melhores nomes da nossa literatura. Tufic era querido e respeitado por todos por sua trajetória. Minha solidariedade aos familiares e amigos”, destacou o secretário-chefe da Casa Civil Municipal, Arthur Virgílio Bisneto.
Tufic nasceu em Sena Madureira, no estado do Acre, no dia 13 de agosto de 1930. Iniciou seus estudos na própria cidade acreana, transferindo-se posteriormente para Manaus. Na capital amazonense fez várias conferências literárias e foi membro efetivo de entidades culturais como o Clube da Madrugada, a Academia Amazonense de Letras (desde 1969), União Brasileira de Escritores (Seção do Amazonas) e Conselho Estadual de Cultura. Autor de livros diversos, em 1976, foi agraciado com o diploma “O Poeta do Ano”, prêmio concedido pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Amazonas, em reconhecimento a sua vasta e intensa atividade literária. Em sua trajetória, destaque para o trabalho como autor da letra do Hino do Amazonas.
Roberto Brasil