Prefeitura acompanha divulgação do primeiro alerta de Cheia 2018

By -

Foto: Divulgação / Defesa Civil

A Prefeitura de Manaus, por meio da Defesa Civil do munícipio, acompanhou na manhã desta quinta-feira, 28/3, a divulgação do primeiro alerta de cheia deste ano, comunicado pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM). Conforme a primeira análise, a previsão da cota máxima para a subida do rio Negro este ano é de 27,80 metros, 1,20m abaixo da cheia de 2017. O segundo alerta de cheia do CPRM está previsto o fim de abril, e o terceiro fim de maio.

O Secretário Executivo de Proteção e Defesa Civil de Manaus, Cláudio Belém, ressaltou que o órgão iniciou ainda no mês de janeiro o planejamento das ações integradas da Operação Cheia 2018. “Com a informação que tivemos hoje, pelo CPRM, em relação à cota que o rio Negro pode chegar, com a previsão de 27,80m, ainda assim nós teremos algumas áreas alagáveis e daremos continuidades às atividades previstas nesses locais, como as pontes provisórias de acesso aos moradores”, explicou. 

Operação Cheia 2018 

As ações da operação cheia 2018 tiveram início ainda em janeiro, com a participação das secretarias municipais de Infraestrutura (Seminf), da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semamsdh), de Meio Ambiente (Semmas), da Saúde (Semsa), de Educação (Semed), de Limpeza Pública (Semulsp), do Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans), Guarda Municipal, Subsecretaria de Abastecimento, Feiras e Mercados (Subsempab) e Polícia Ambiental do Amazonas. 

Conforme o Departamento de Operações da pasta 15 bairros da cidade são passíveis de alagação durante o fenômeno. São eles: Tarumã, Mauazinho, São Jorge, Educandos, Raiz, Betânia, Presidente Vargas, Colônia Antônio Aleixo, Aparecida, Centro, Santo Antônio, Cachoeirinha, Glória, Compensa e Puraquequara. Além da zona rural da capital amazonense.

Roberto Brasil