Prefeito lamenta morte de Moacir Andrade

By -

nota-de-pesar

A Prefeitura de Manaus, representada pelo prefeito Arthur Virgílio Neto, em nome de todos os seus servidores, e em especial ao Conselho Municipal de Cultura e a Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), manifesta seu profundo pesar pelo falecimento do escritor e artista plástico Moacir Andrade, ocorrido na tarde desta quarta-feira, após enfrentar graves problemas de saúde e estende a mais profunda solidariedade aos familiares e amigos.

“Moacir Andrade foi um grande amazonense. Fica na história por ser um grande artista plástico e membro da Academia Amazonense de Letras. Os principais museus do mundo têm obras dele. Apesar de seu reconhecimento mundial, era uma figura simples, espontânea, irreverente, um eterno jovem, que se foi aos 89 anos de idade, mas que não morreu, na medida em que a arte verdadeira não morre nunca. Tenho muito orgulho de ter sido amigo dele e um grande orgulho de ser admirador da arte que ele compôs e ofereceu a nós e ao mundo, algumas delas que tenho o privilégio de ter em minha casa e em meu escritório”, disse o prefeito.

A cidade de Manaus muito tem a render homenagens a esse ilustre homem que dedicou sua vida a pensar, retratar e divulgar as coisas desta terra, sempre com o olhar crítico daqueles que amam e, por isso mesmo, cuidam para o seu melhor. O município tem muito ainda a agradecer pela generosidade do mestre que ainda em vida doou sete de suas obras que hoje estão em exposição permanente no Paço Municipal, Pinacoteca e na sede da Manauscult.

“Abre-se uma enorme lacuna com sua morte”, manifestou-se o presidente do Concultura, escritor Márcio Souza.

Moacir Andrade nasceu em Manaus, em 1927. Nesta cidade ele casou e teve cinco filhos. Foi professor, desenhista e finalmente, artista plástico com sua primeira exposição realizada em 1952. Sócio fundador do Clube da Madrugada, Moacir Andrade também fazia parte da nata dos escritores amazonenses.

Em homenagem ao artista, o prefeito decretou três dias de luto oficial.

 

Mario Dantas