Prefeito inaugura o Complexo Viário 28 de Março

By -
Orçada em R$ 24 milhões, a obra foi executada em 10 meses

Orçada em R$ 24 milhões, a obra foi executada em 10 meses

O prefeito de Manaus, Artur Virgílio Neto, inaugurou, na noite desta segunda-feira (01), o Complexo Viário 28 de Março que irá proporcionar novo acesso para o Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, a área do Tarumã e a praia da Ponta Negra, além de facilitar o deslocamento para bairros da zona Norte, através das avenidas Torquato Tapajós e Santos Dumont.

Orçada em R$ 24 milhões, a obra foi executada em 10 meses e tem esse nome para lembrar a data do trágico acidente, entre um caminhão e um micro-ônibus, que vitimou 16 pessoas, este ano.

Durante a solenidade, o prefeito destacou que a cidade ganhou não só em agilidade, que o complexo viário trará ao trânsito, mas também em economia, porque a prefeitura não precisou se endividar. “Essa obra não precisou de nenhum empréstimo. Foi feita com recursos exclusivos da Prefeitura de Manaus e está mais de 90% paga, daqui a duas semanas liberamos o restante. Pela magnitude dela, dá para ver que é um novo padrão, um novo paradigma de se tratar a coisa pública e sempre iremos nos pautar por essa sobriedade, por essa seriedade, porque agindo assim teremos dinheiro para mais obras. Estamos apenas respeitando o dinheiro do povo”, disse.

“Essa obra não precisou de nenhum empréstimo. Foi feita com recursos exclusivos da Prefeitura de Manaus e está mais de 90% paga", disse Artur Neto

“Essa obra não precisou de nenhum empréstimo. Foi feita com recursos exclusivos da Prefeitura de Manaus e está mais de 90% paga”, disse Artur Neto

Além do descerramento da placa de inauguração, a solenidade contou, ainda, com uma homenagem aos mortos no acidente de 28 de março. Arthur Virgílio Neto fez questão de cumprimentar todos os parentes das vítimas que estavam no local.

Ao final da solenidade, que contou com a participação de um pastor evangélico e um padre da igreja católica, 3,5 mil balões brancos e azuis foram soltos no céu para pedir paz no trânsito.

A obra também abrangeu um projeto paisagístico que utilizou aproximadamente 4,5 mil mudas de espécies ornamentais e 80 mudas de árvores nativas da Amazônia, dispostas de forma destacada ao longo dos oito canteiros existentes no complexo.

O nome lembra a data do trágico acidente, entre um caminhão e um micro-ônibus, que vitimou 16 pessoas, este ano

O nome lembra a data do trágico acidente, entre um caminhão e um micro-ônibus, que vitimou 16 pessoas, este ano na avenida Djalma Batista

Fluidez no trânsito –  O Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) implantou sinalização horizontal e vertical nas vias de acesso e nas alças que compõem o viaduto. Os novos itinerários proporcionados pela obra viária são orientados por placas.

Quem trafega na avenida Torquato Tapajós e quer acessar os bairros da zona Norte, no sentido centro/bairro, não precisa entrar nas alças subterrâneas do viaduto. Basta seguir em frente.  O itinerário inverso (bairro/centro) também não há alteração.

O acesso para o aeroporto, Tarumã e Ponta Negra, no sentido centro/bairro, deve ser realizado pela pista subterrânea do Complexo. O condutor deve se manter na pista da direita da avenida Torquato Tapajós e adentrar na via subterrânea do complexo. Após passar por baixo do viaduto, a pista de saída leva diretamente à avenida Santos Dumont.

Para sair do aeroporto em direção à zona Norte, o condutor deve prosseguir pela avenida Santos Dumont, se mantendo à direita, utilizar a alça subterrânea acessar a Avenida Torquato Tapajós.  Quem sai do aeroporto em direção ao Centro, deverá trafegar normalmente pela avenida Santos Dumont na pista da direita, até acessar a avenida Torquato Tapajós. O itinerário zona Norte/aeroporto não sofre alteração.

O novo complexo viário também dá opções de retorno para os sentidos centro/bairro e bairro/centro. O condutor deverá utilizar as alças subterrâneas, que estão sinalizadas com a orientação dessas manobras.

Roberto Brasil