Prefeito entrega novo trecho da avenida Eduardo Ribeiro

By -
“Essa obra vai alavancar o comércio, embelezar a cidade e possibilitar um novo olha sobre a cidade", destacou Artur Neto

“Essa obra vai alavancar o comércio, embelezar a cidade e possibilitar um novo olha sobre a cidade”, destacou Artur Neto

A primeira etapa do segundo trecho das obras de revitalização da nova avenida Eduardo Ribeiro, no Centro, compreendido entre as ruas 24 de Maio e Saldanha Marinho, foi entregue pelo prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, na tarde desta segunda-feira, 02. De acordo com ele, a restauração representa muito para a cidade, pois ao mesmo tempo que embeleza uma das avenidas mais movimentadas do Centro também alavanca o comércio e o turismo. 

Com a revitalização, a Eduardo Ribeiro ganha a forma da Belle Époque do século XIX, resgatando as pedras de lioz e os paralelepípedos antes encobertos pelas camadas de asfalto. A obra é um marco histórico de representação cultural, turística e urbanística da cidade que, agora, expõe ao público as primeiras peças usadas na construção da via.

eduardo-ribeiro-restauraçao 03“Essa obra vai alavancar o comércio, embelezar a cidade e possibilitar um novo olha sobre a cidade, que não podia ficar sem a sua identidade. O Centro Histórico restaurado é a identidade recuperada para o nosso orgulho e para o nosso amor próprio. Nós temos agora uma identidade. Eu fico muito feliz e aqui destaco que essa obra não custou nada para os cofres da prefeitura. Todo o investimento veio de medidas compensatórias pagas ao tesouro do Implurb”, destacou o prefeito, referindo-se ao Instituto Municipal de Planejamento Urbano.

Com a finalização de mais essa etapa, o trecho volta a ser liberado para pedestres e condutores. Na rua Dez de Julho, que também será liberada, foram encontrados trilhos do antigo bonde elétrico usado como meio de transporte à época.

eduardo-ribeiro-restauraçao 01O subsecretário municipal de Obras Públicas, Antônio Nelson, explicou que no cruzamento entre a Eduardo Ribeiro e a Dez de Julho está o ‘bloco testemunho’, permitindo que os trilhos e os paralelepípedos, na configuração que estavam, fiquem expostos e protegidos, como forma de preservar a história.

Os trabalhos duraram dois meses em três turnos e frentes de obras espalhadas entre a via e a calçada para que o prazo estimado de entrega do quarteirão fosse cumprido.

Roberto Brasil