Prefeito de Apuí preocupado com criação de Reserva Extrativista na região

By -
A reserva afetaria diretamente o ecoturismo do município, afirma Adimilson Nogueira

A reserva afetaria diretamente o ecoturismo do município, afirma Adimilson Nogueira

O prefeito de Apuí, Adimilson Nogueira, está preocupado com a criação de uma nova  Reserva Extrativista (RESEX) no município. Segundo ele, a área indicada para criação da RESEX está localizada a segunda maior área de extração de seixo licenciada no Amazonas, o que pode comprometer a construção civil no Estado.

Desde que o Instituto de Conservação de Biodiversidade Chico Mendes (ICMBIO) anunciou a RESEX, o Executivo Municipal criou uma Comissão Especial para avaliar seus impactos. A categoria de Resex que será escolhida pelo ICMBIO é o que preocupa o prefeito.

apui-adimilson-preocupaçao-resex-03Na área indicada pelo instituto está localizado o porto da cidade, denominado Porto da Prainha. “Este porto está em construção e trará grandes benefícios ao município, pois é através do Rio Aripuanã, que são trazidas a maior parte de alimentos e mercadorias que abastecem Apuí. Sendo que, em períodos de grandes chuvas, é o único meio de abastecimento da cidade”, disse. O Rio Aripuanã é, ainda, o principal recurso de escoamento da produção do município. O aeroporto da Prainha, homologado há mais de 30 anos, também está localizado na área para construção da RESEX.

Segundo Adimilson Nogueira, a reserva afetaria diretamente o ecoturismo do município. A atividade está em ascensão em Apuí, ressaltou ele.  Com a criação da RESEX o aeroporto da prainha ficará comprometido, prejudicando a chegada dos turistas e automaticamente prejudicando as duas pousadas já instaladas na área.

apui-adimilson-preocupaçao-resex-02“Verificamos, ainda, que nesta área encontra-se uma licença de pesquisa obtida junto ao DNPM (Departamento Nacional de Pesquisas Minerais) sobre uma possível jazida de manganês, que caso confirmado, trará grandes benefícios econômicos para a região”, declarou.

A Comissão Especial é  formada pelos Poderes Executivo e Legislativo do município, membros de sindicatos e de comunidades tradicionais que residem na área indicada para criação da reserva.

Para o presidente da comissão, Carlos Roberto Koch, que também é presidente do Sindicato Rural do Sul do Amazonas, outra preocupação quanto a criação da RESEX, diz respeito às famílias tradicionais que residem na área há muitos anos. As famílias criam gado o que não mais será permitido caso a RESEX seja criada, frisou Carlos.

A Comissão espera poder participar de uma reunião com o presidente do ICMBIO ainda este mês para tratar sobre o assunto.

Roberto Brasil