Prefeito autoriza pagamento de progressão e data-base de profissionais da saúde

By -

“A meta do prefeito Artur é dar dignidade a esses profissionais”, afirmou Bisneto

Os profissionais da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) vão receber, já no mês de outubro, o pagamento de uma das progressões na carreira, previsto no Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS) vigente, e a data-base de 2017, que significa reajuste de 3,98% em janeiro de 2018. 

O anúncio da autorização pelo prefeito Artur Neto foi feito pelo secretário da Casa Civil, Arthur Bisneto, durante reunião com os secretários de Saúde, Marcelo Magaldi, de Finanças, Lourival Praia, representantes dos sindicatos de dez categorias profissionais e a coordenadora da Mesa Municipal de Negociações, Marilene Vilhena.

Arthur Bisneto destacou o nível da negociação. “Foi uma reunião verdadeira, franca, num tom de respeito mútuo, que é a forma que nós estamos trabalhando. Nós queremos uma saúde que funcione, que chegue às pessoas. Nós queremos funcionários com um sorriso no rosto e sabemos que para que isso aconteça, as condições de trabalho e os salários têm que se dignos. A meta do prefeito Artur é dar dignidade a esses profissionais”, apontou o titular da Casa Civil, destacando que ainda haverá outras reuniões que acredita, também terão resultados positivos.

O secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, destacou que na negociação ficou definido que ainda será discutido o pagamento do reajuste da data-base para os servidores de níveis médio e fundamental já em outubro. “Outros pleitos dos profissionais de saúde ainda serão analisados, mas isso já ficou definido e já está autorizado pelo prefeito Arthur Neto”, informou Magaldi.

O secretário municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno (Semef), Lourival Praia, destacou que a intenção do prefeito Arthur Neto é a de resgatar a política da data-base. “Para 2018, já está determinado pelo prefeito que o pagamento seja feito em abril, que é o mês da data-base dos profissionais de saúde”, garantiu.

Marilene Vilhena, coordenadora da Mesa, explicou que essas questões já vêm sendo discutidas há algum tempo e hoje, nesta reunião, o avanço foi significativo. “Nós estamos saindo daqui de forma satisfeita porque estamos tendo pleitos atendidos e estamos abertos a outras negociações de pontos que ainda serão discutidos. Isso para nós é muito importante”, afirmou.

Roberto Brasil