Prefeito anuncia melhorias para os trabalhadores do Sistema de Transporte Coletivo

By -
“Agora eles conquistaram os benefícios que merecem", destacou Artur Neto

“Agora eles conquistaram os benefícios que merecem”, destacou Artur Neto

Mais segurança e tranquilidade para trabalhadores e usuários do sistema de transporte coletivo. Nesta quarta-feira, 27, o prefeito de Manaus, Artur Virgílio Neto, pôs fim ao impasse entre a categoria e o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amazonas (Sinetram). Durante entrevista coletiva, concedida no Centro Cultural Palácio Rio Branco, no Centro, foi divulgado o acordo que prevê aumento de 8% nos salários de motoristas e cobradores.

“Agora eles conquistaram os benefícios que merecem, porque não pediram nada absurdo e que não fosse possível de ser atendido. Com isso, passarão a receber o primeiro melhor salário do país”, destacou o prefeito. “É importante ressaltar também que essa é uma conquista que não vai impactar na tarifa, porque, graças ao entendimento com o Governo do Estado, manteremos o subsídio ao sistema”, completou.

Ainda segundo o prefeito, a cidade de Manaus se beneficia com o acordo que “traz paz para o sistema”, disse. “A prefeitura também ganha, porque agora os rodoviários estarão enquadrados na parcela da população que paga Imposto de Renda, provando que houve ganhos concretos e reais para eles. Isso me deixa muito feliz e vamos continuar avançando”, completou.

ARTUR-TRANSPORTE-01Os trabalhadores receberão o reajuste salarial de 8% no salário mais R$ 210, referente à cesta básica. Ao dia, eles terão R$ 12,50 para a refeição e ainda R$ 6,50 de vale lanche. “Os motoristas, por exemplo, terão aumento no salário de R$ 1.938 para R$ 2.093”, disse o prefeito, referindo-se aos 8%.

“Estamos muito contentes com o resultado. Essa é uma luta que já durava sete anos e que agora chegou ao fim. Agradecemos ao prefeito, que foi fundamental para o desenrolar positivo dessa história e esperamos que o acordo seja cumprido”, disse o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Givanci Oliveira.

De acordo com o presidente do Sinetram, Algacir Gurgacz, cerca de 98% das cláusulas do dissídio coletivo, que começou a ser revisto no início do mês, já foram aprovadas. “A expectativa é que no primeiro pagamento correspondente à aprovação, no dia 5 de junho, os trabalhadores já recebam os reajustes”, garantiu.

Ainda segundo Gurgacz, as empresas do sistema de transporte coletivo avançaram muito em dois anos com a implantação do Acordo Operacional das Empresas do Sistema de Transporte Coletivo (Acop). “Com o modelo adotado pela prefeitura, foi possível unificar o sistema, acabando com o atendimento setorial de cada empresa. Hoje, podemos rapidamente remanejar linhas pouco utilizadas em uma localidade para outra com mais demanda. Além de todas as melhorias já inseridas nos ônibus, como o sistema de localização e câmeras de monitoramento”, pontou.

ARTUR-TRANSPORTE-03Mais melhorias

A meta da prefeitura é que até o final de 2016 já seja possível aumentar o Índice de Passageiros por Quilômetro (IPK), possibilitando, entre outras melhorias, a não oneração da tarifa do sistema de transporte coletivo. Entre as medidas que ainda serão adotadas para que o objetivo seja alcançado, está a implantação de outros seis trechos da Faixa Azul, além de uma nova via que ligará o Terminal da Cidade Nova (T3) à Constantino Nery.

“Precisamos também fazer com que, cada vez mais, os usuários façam uso do sistema de integração temporal para efetivarmos a carga a bordo, que além de permitir a recarga do cartão Passa Fácil dentro dos próprios ônibus, também vai acabar com o uso do dinheiro na catraca. Reduzindo, assim, com os assaltos dentro dos coletivos”, afirmou o superintendente municipal de Transportes Urbanos (SMTU), Pedro Carvalho.

Roberto Brasil