Porquinhos resgatados de incêndio acabam servidos como linguiça para bombeiros

By -

Porquinhos resgatados de incêndio acabaram servidos como linguiça para bombeiros – (Foto: Pewsey Fire Station)

Uma ninhada de filhotes de porco que foi salva de um incêndio em um celeiro foi servida como jantar para os bombeiros que os resgataram.

Os 18 porquinhos e duas porcas adultas sobreviveram a um incêndio no sul da Inglaterra em fevereiro. Cerca de 60 toneladas de feno pegaram fogo próximo ao celeiro onde ficavam os animais.

Neste mês, a gerente da fazenda, Rachel Rivers, agradeceu ao time de bombeiros da cidade de Pewsey, a 130 km de Londres, dando a eles linguiças feitas com os bichos.

“Tenho certeza que os vegetarianos vão odiar isso”, disse ela. Os bombeiros, no entanto, disseram que a comida estava “fantástica”.

Integrantes da Peta (People for Ethical Treatment of Animals), organização de defesa dos animais, disseram que o destino dos porquinhos foi tão ruim quanto se tivessem morrido no incêndio.

Os 18 porquinhos e as duas porcas não poderiam ser mantidos como bichos de estimação, segundo o dono da fazenda – (Foto: BBC)

“Vamos mandar linguiças veganas para o departamento de bombeiros para mostrá-los o quão fácil é ser herói de verdade para os porcos – poupando-os do sofrimento”, disse a porta-voz da entidade, Mimi Bekhechi.

Os animais tiveram a sentença de morte adiada em seis meses quando foram resgatados. Mas, como foram criados para a produção pecuária, acabaram indo para o abatedouro. As linguiças feitas com ​a carne foram então entregas aos bombeiros, que fizeram um churrasco.

A gerente da fazenda defendeu a entrega do presente aos bombeiros, dizendo que a criação de porcos para o abate é sua profissão e sua fonte de renda.

MORTE INEVITÁVEL 

“Eu dei aos animais a melhor qualidade de vida que podia até chegar sua hora de ir para o abate e entrar na cadeia alimentar”, disse Rachel.

“Sei que você fica triste com o desfecho, mas entregar (a carne) aos bombeiros foi um bom jeito de dizer obrigada”, afirma.

Um problema nos cabos elétricos botou fogo em 60 toneladas de feno na fazenda em fevereiro (Pewsey Fire Station)

O dono da fazenda, Canon Gerald Osbourne, também comentou. “A morte de animais, que se tornam alimentos para nós, é uma parte inevitável da agropecuária.”

Os bombeiros disseram que as linguiças são “altamente recomendadas” e agradeceram à fazenda “por sua generosidade”.

“Não posso mentir, as linguiças estavam fantásticas”, disse um porta-voz na terça.

O departamento de bombeiros, no entanto, retirou as fotos do churrasco de sua página no Facebook, e seu porta-voz disse que não faria mais comentários.

BBC BRASIL

Roberto Brasil