População participa de caminhada pela preservação da vida na Ponta Negra

By -

Ação faz parte da Campanha Nacional “Setembro Amarelo”, de conscientização e prevenção ao suicídio (Foto: Clóvis Miranda)

Psicólogos, psiquiatras, professores e outros profissionais da saúde participaram de uma caminhada pela preservação da vida no Complexo Turístico da Ponta Negra, na Zona Oeste, na manhã deste domingo (17). A atividade é mais das ações da Campanha Nacional “Setembro Amarelo”, de conscientização e prevenção ao suicídio.

Instituída mundialmente, a campanha tem o objetivo de alertar a população a respeito da realidade do suicídio, uma das principais causas de morte entre jovens no mundo.

“Esse é um movimento muito válido e estamos felizes por ver que as pessoas estão sendo sensibilizadas para estar falando sobre um problema de saúde tão importante como é essa questão do suicídio”, afirmou a psicóloga Aline Félix, que faz parte do Núcleo de Apoio à Vida Manaus (Navima), em Manaus.

Segundo ela, educação e informação são essenciais para ajudar pessoas que possivelmente estejam em uma situação de vulnerabilidade. “Saber o que é o problema e como é, além de saber como proceder diante de uma pessoa que está em risco, é essencial para salvar vidas. Esse movimento tem ganhado força e só assim que vamos poder quebrar o tabu que ainda existe para falar sobre esse problema”, destacou.

Dezenas de pessoas, entre crianças, jovens e adultos participaram da caminhada durante a manhã vestidos com camisetas amarelas, cartazes e cantando grito de guerras. Para a professora universitária Iza Rocha, a mobilização pode salvar vidas.

“Independente da área que a gente atue, é importante estarmos inseridos nesse contexto porque até mesmo no ambiente de trabalho pode haver alguém com problemas psicológicos e a gente pode ajudar, se tivermos informação. Por isso também aderi a campanha”, afirmou ela, que leciona aulas de bioquímica na Universidade Federal do Amazonas (Ufam). / Portal A Crítica

Roberto Brasil