População da Zona Leste quer Hissa Abrahão na Câmara Federal para ajudar com projetos sociais esquecidos pelo poder público

By -

hissa01“Sei que o senhor não tem a caneta para assinar projetos que nos tire da situação que estamos vivendo. Mas como Deputado Federal, por favor, nos ajude enviando dinheiro para obras na nossa Zona”. O pedido foi feito pela professora, Adelaide Lisboa, de 47 anos, ao vice-prefeito e candidato à Deputado Federal, Hissa Abrahão (PPS), durante caminhada na Zona Leste.Segundo a professora na área da saúde a reclamação é geral. A população voltou a madrugar  nas filas dos hospitais públicos e os exames cada vez demoram mais para serem realizados.

hissa02

“Os jovens também são uma constante preocupação na Zona Leste. A maioria poderia estar em escolas de tempo integral e dar tranquilidade a seus pais. Infelizmente, há muitos casos de jovens nas ruas envolvidos em ações criminosas, prostituição, e sem perspectivas de futuro. Não há cursos gratuitos de qualificação para nossa juventude”, denunciou o estudante Ildebrando Neves, de 22 anos.

Situação no Amazonas

hissa03

Hissa Abrahão contou que desde muito cedo, conhece bem a região Amazônica. Acompanhado de seu pai, geólogo (já falecido), teve a oportunidade de viajar e conhecer pessoalmente a vida simples de nossa gente mais simples.

“Tudo isso me fascinou e me inspirou, e com o tempo encontrei na política a resposta para tantas perguntas, para tantas coisas que vi e que considero injustas. E me entristece, por exemplo, saber que a população da Zona Leste de Manaus com quase 450 mil habitantes, padece de falta de infraestrutura e incentivos que combatam a criminalidade e deixam milhares de famílias amedrontadas com a falta de segurança”, comentou.

“Aqui, os assaltos não tem hora pra acontecer, ninguém pode andar nem com celular na rua e a população é prisioneira em seu próprio lar”, falou o comerciante, Rômulo Santiago, de 39 anos.

Falta espaço pra lazer

hissa04

“É revoltante saber que nossos idosos não tem, sequer, um Centro de Convivência da Família onde possam praticar uma atividade física ou um curso profissionalizante para serem reintegrados ao mercado de trabalho após os 50 anos”, indignou-se o candidato.

Projetos

hissa05

“Está faltando carinho e respeito com nossa gente. Faltam projetos e espaços públicos para que a população deixe de usar a Bola do Produtor como alternativa improvisada para praticar atividade física sem equipamentos adequados, atenção e cuidados de um profissional da saúde”, analisou Abrahão informando que, como Deputado Federal poderá destinar verbas aos governos do Estado ou do município para projetos que resolvam o problema na Zona Leste.

“Nós precisamos de pessoas como ele. Que trabalha e seja de Deus. Em uma outra ocasião eu falei que ele deveria vir como candidato ao governo. Tenho fé que ele ainda seja. Não sei se estarei viva até lá, mas já vi uma luz no rosto deste rapaz. Ele é um grande homem”,  disse a parteira Irene Araújo, de 80 anos.

Mario Dantas