Policlínica Codajás realiza programação especial alusiva ao Dia Nacional da Pessoa Estomizada

By -

cdjas

A Policlínica Codajás, da Secretaria Estadual de Saúde (Susam), está realizando uma programação especial em alusão ao Dia Nacional da Pessoa Estomizada, celebrado no dia 16 deste mês. A programação, que começou nesta semana, incluirá atividades educativas e culturais, além da concessão de aproximadamente 13 mil bolsas coletoras e outros produtos, aos usuários estomizados, inscritos no Centro Especializado em Reabilitação tipo III (CER III), que funciona na unidade.

A Estomia é uma intervenção cirúrgica que cria um estoma – uma espécie de saída na parede abdominal, para expelir o conteúdo fecal ou urinário. Há várias situações que podem exigir o procedimento, como pacientes com alguns tipos de câncer (como o de intestino) avançados, má formação congênita, vítimas de acidentes, entre outros. Como o estoma não pode ser controlado voluntariamente, essas pessoas necessitam fazer uso (temporário ou permanente, conforme o caso) de bolsas coletoras.

Até o dia 16, usuários, profissionais da saúde e a sociedade em geral terão acesso às informações sobre o atendimento especializado prestado pelo CER a pessoas estomizadas. Poderão conhecer, ainda, uma variedade de produtos para estomia e obter explicações a respeito da prevenção ao câncer intestinal, que atinge pessoas de qualquer sexo e idade, sendo mais comum após os 50 anos. “Todo conhecimento agregado pelo Centro estará disponível em uma exposição que será realizada nesse período, das 8h às 15h, no hall da unidade ambulatorial”, explica o diretor da policlínica, Fábio Manabu Shimizu.

Neste mês, o CER também organizou a realização de duas sessões de entregas de insumos para os usuários estomizados registrados no serviço, totalizando 13.313 produtos (entre bolsas drenáveis, lenços removedores de resíduos e outros itens usados na proteção contra infecção). “Além das concessões, o objetivo das duas reuniões é proporcionar a confraternização entre os participantes, familiares e equipe profissional do CER e também promover reflexões acerca da importância das ações do Centro na atenção às pessoas com essa deficiência”, diz Fábio Shimizu.

De acordo com o secretário de estado da Saúde, Pedro Elias de Souza, em 2015 os investimentos para aquisição de materiais e equipamentos para estomia alcançaram cerca de R$ 3 milhões, beneficiando mais de 800 usuários cadastrados no Módulo Estomizado, do CER III. “O compromisso do Governo do Estado é de manter a qualidade dos produtos e os recursos necessários, inclusive, para investimentos no Centro de Reabilitação, que passará por ampliação e reforma a partir deste mês e, ainda, para o custeio dos materiais necessários aos deficientes”, ressaltou.

Fábio Shimizu destaca que o atendimento integral faz parte da política de qualidade do CER e da unidade de saúde, que cadastrou, de janeiro a outubro deste ano, 1.531 usuários nos Módulos Estomizado, Auditivo e Ortopédico. “Com a entrega feita nesses dois dias de evento, totalizaremos 59.771 itens de produtos concedidos, em 2015, somente aos usuários estomizados. Estamos cumprindo com a missão de servir, de proporcionar qualidade de vida e de contribuir para elevar a autoestima das pessoas. O Governo do Amazonas tem garantido que esses produtos possuam qualidade e que estejam ao alcance dos usuários na quantidade e no tempo certos”, disse o diretor.

Para a supervisora do CER, a enfermeira estomoterapêuta Josenira Araújo de Almeida, a missão do CER não é ter apenas a estomia como prioridade, mas a saúde geral do usuário, desde sua inclusão em ações educativas até o acompanhamento médico especializado. “Para isso, o Centro dispõe de uma equipe multiprofissional por meio da qual são prestados, ainda, atendimento em psicologia, nutrição, terapia ocupacional, fisioterapia, fonoaudiologia, serviço social e enfermagem”, acrescentou Josenira.

Mario Dantas