Policlínica Codajás entrega 45 próteses oculares para pacientes

By -

codajas-proteses-oculares 01Para proporcionar mais conforto e autoestima para pacientes que sofreram a perda de um dos olhos, na manhã desta segunda-feira (2), o Governo do Amazonas, por meio da Policlínica Codajás, entregou 45 próteses oculares definitivas a usuários cadastrados na unidade. A iniciativa segue uma programação que começou em fevereiro de 2016, quando 210próteses foram entregues a pessoas inscritas. 

Somente este ano, mais de 14 mil próteses foram entregues na policlínica nos módulos de ação ocular, auditivo, ortopédico e estomizado, o que representa um investimento de mais de R$ 160 mil.  

Todos os pacientes que receberam o componente ocular tiveram atendimento com os óptico-protesistas responsáveis pelo procedimento de moldagem da prótese, realizado em meados de junho. Cada equipamento tem um custo médio de R$ 1,1 mil e foi concedido gratuitamente pelo Estado. 

codajas-proteses-oculares 02De acordo com diretor da Policlínica Codajás, Fabio Manabu Shimizu, os beneficiados são pessoas que perderam o globo ocular e necessitam da prótese para manter a resistência dos músculos das pálpebras e o funcionamento das vias excretoras de lágrimas. Além disso, as próteses têm uma função estética que, segundo ele, influencia diretamente na forma como o paciente se relaciona com a sociedade. 

O diretor ressalta ainda o caráter integral do centro, já que a entrega de equipamentos é apenas parte do processo de atendimento. Segundo ele, a base do serviço é composta pelos módulos de ação ocular, auditivo, ortopédico e estomizado, por meio dos quais os usuários do serviço recebem o acompanhamento de equipe multiprofissional. “O programa é executado sempre na perspectiva de atender melhor aos usuários que o buscam”, afirmou Shimizu. 

codajas-proteses-oculares 03Prótese recupera autoestima 

No caso de usuários que sofreram privação do aparelho ocular, a supervisora do Centro Especializado em Reabilitação Tipo III (CER III), Josenira Almeida, ressalta que o problema pode incidir também sobre fatores psicológicos do paciente fazendo com que apresente dificuldades em estabelecer vínculos afetivos e organizar a vida frente às novas circunstâncias. “O serviço prestado pela Policlínica é oportuno para a superação dessas limitações e recuperação da autoestima do usuário do Paid”, afirmou. 

Ele frisa que pessoas com esse problema geralmente apresentam dificuldade em estabelecer vínculos afetivos porque carregam um sentimento de inferioridade e rejeição. “Esse serviço é essencial para melhorar a vida dessas pessoas”, explicou. 

Os equipamentos são utilizados para manter a cavidade orbitária, tonos dos músculos das pálpebras, manter a fisiologia das vias excretoras de lágrimas e principalmente a estética. A prótese ocular é indicada para pacientes que tiveram o globo ocular removido ou lesado em consequência de acidentes ou enfermidades. 

codajas-proteses-oculares 04Avaliação multiprofissional –  Josenira Almeida explica que as pessoas com solicitação para próteses oculares e demais equipamentos disponibilizados pelo serviço passam por uma avaliação multiprofissional, conforme o protocolo estabelecido pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias (Conitec), do Ministério da Saúde. Ao receber o equipamento prescrito pelo médico, o paciente tem toda a orientação sobre como utilizá-lo, além do acompanhamento durante o período de adaptação de uso. 

Inscrições – Para as pessoas que quiserem participar por serem carentes dessa necessidade, é necessário fazer a inscrição no CER III – Módulo Visual, que funciona na Policlínica Codajás de segunda a sexta-feira, das 7h às 12h, na Rua Codajás, nº 26, bairro Cachoeirinha, zona sul de Manaus, apresentando os seguintes documentos: Carteira de Identidade, ou Registro de Nascimento (caso seja menor de idade), CPF, Cartão do SUS e comprovante de residência, com originais e cópia.

Roberto Brasil