Polícia prende casal procurado por desvio milionário na Unimed

By -

Foram presos a ex-supervisora financeira e o marido dela (Foto: Raquel Miranda)

Um casal, que já estava sendo procurado pela polícia, acusado de envolvimento em um esquema que desviou R$ 6 milhões da Unimed Manaus em um ano e meio de atuação criminosa, foi preso nesta terça-feira. A ex-supervisora financeira da cooperativa médica Marineide do Vale Maia, 33, e Renildo da Cruz Teixeira, 37, receberam R$ 1,5 milhão da operação criminosa, segundo a polícia.

No início deste mês, a polícia prendeu a atendente Silvia Borges Nogueira, 35, demitida depois de ser apontada pelo desvio de cerca de R$ 30 mil das mensalidades dos clientes, pagas em dinheiro, na unidade da Unimed na Avenida Constantino Nery.

Depois da prisão delas, a polícia começou a procurar seis integrantes do esquema, sendo três ex-funcionários e seus companheiros, incluindo o gerente financeiro da cooperativa médica, Flávio Lavareda Leão Filho, 33.

Silvia já foi solta pela Justiça.

Como funcionava o esquema

O trio de funcionários da diretoria financeira fazia repasses para 47 empresas fantasmas há um ano e meio, segundo Guevara. O valor era repassado para o nome dos companheiros.

A Unimed identificou, por meio de uma auditoria, a participação dos ex-funcionários no esquema e comunicou à Polícia, segundo o delegado responsável pelo caso.

“Quando tínhamos os mandados de prisão e fomos executar, eles não estavam, sabiam que estavam sendo investigados”, disse o delegado.

Os funcionários envolvidos no esquema foram demitidos pela cooperativa médica há quatro meses. A investigação policial durou 90 dias.

D24AM

Roberto Brasil