Polícia Federal prende PMs acusados de participarem da maior chacina em Manaus

By -

policia-federal1

A Polícia Federal voltou as ruas em Manaus nesta sexta-feira onde desencadeia a “Operação Alcateia” com apoio das policiais Civil e Militar, com o objetivo de prender policiais militares acusados de integrarem um grupo de extermínio que teriam participado do final de semana sangrento em julho na capital amazonense quando 38 pessoas foram mortas.

Durante as investigações, foram identificados 12 policiais militares suspeitos de envolvimento com a atividade de extermínio, além de 3 cidadãos civis associados ao grupo, estando nesta data sendo cumpridos 15 mandados de prisão temporária pelo prazo inicial de 30 dias, e 16 mandados de busca e apreensão, todos expedidos pelo juiz Mauro Moraes Antony, da 3ª Vara do Tribunal do Júri.

 

Confirmada a suspeita de atividades de extermínio, a Força Tarefa iniciou as investigações pertinentes, tendo conseguido identificar 15 suspeitos de envolvimento em homicídios consumados e tentados ocorridos após esta data, haja vista a continuidade delitiva de alguns dos integrantes do grupo investigado, detectado durante as investigações. No total, estão sendo investigados no presente momento pela Força Tarefa 10 crimes de homicídio consumado e 12 crimes de tentativa de homicídio, todos cometidos desde o dia 17 de julho de 2015.

policia-federal

As investigações são conduzidas em Força Tarefa instituída pela Secretaria de Segurança Publica, sob supervisão da Corregedoria Geral do Sistema de Segurança Pública, com cooperação da Polícia Federal e do Ministério Público do Estado do Amazonas.

 

Os trabalhos tiveram início logo após a série de homicídios ocorrida no período de 17 a 19 de julho de 2015, ocasião em que 34 pessoas foram mortas nesta capital, muitas destas mortes, suspeitas de terem sido praticadas em atividades típicas de extermínio.

policia federal

A operação já prendeu 13 policiais militares que estão sendo encaminhados para a Superintendência da PF, localizada no bairro Dom Pedro, na Zona Oeste de Manaus. No conjunto dos Nobres, no bairro Santa Etelvina, na Zona Norte da capital, a casa de um policial militar suspeito foi revistada durante a operação. Do local, a PF levou uma motocicleta preta e quatro armas, entre pistolas e revólver. //Fato Amazônico

Áida Fernandes