Polícia Civil do AM prende quadrilha que aplica golpe em UTIs de seis estados

By -

Foi realizada nas primeiras horas desta quinta-feira (23), nas cidades de Rondonópolis e Cuiabá, em Mato Grosso, a operação “Jaleco Preto” da Polícia Civil do Amazonas, com apoio da polícia mato-grossense, visando desarticular uma quadrilha especializada em aplicar golpes em familiares de pacientes internados em 10 hospitais particulares amazonenses.

Segundo o delegado Cícero Túlio, titular do 23º DIP e coordenador da operação, os integrantes da quadrilha se passavam por médicos que ligavam para famílias abonadas de pacientes internados em UTIs pedindo dinheiro para exames de urgência, inclusive informando contas para os depósitos. Cerca de R$ 2 milhões foi movimentado pelo grupo cujo comandado era feito de dentro da Penitenciária “Mata Grande”, em Rondonópolis, conforme foi apurado em dois meses de investigações.

Até o momento foram cumpridos os três mandados de condução coercitivas em nome dos detentos Jhon Anderson Lima Silva, 27; José Divino Ribeiro Feitosa, 38, e Diego Gabriel Mariano Garcia, 24. Cícero Tulio informou que José Divino e Diego são formados no curso de Direito.

Dos oitos mandados de prisão temporária, até agora foram cumpridos cinco em nome de Victor Porto de Freitas, 20; Vilma Alves Dias, 41; Letícia Paranha da Silva, 21; Thaynara Tauane Pereira das Chagas, 19, e Andressa Nogueira de Souza Martins, 24.

Além do Amazonas, a quadrilha fez vítimas no Pará, Goiás, São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul.

Roberto Brasil