PNAIC já formou mais de 5,5 mil professores para a alfabetização na idade certa

By -

Encerramento do Ano, III PNAC - Fotos Rodemarques abreu (37)

Em três anos de atividades em Manaus, o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC), já formou, na rede municipal de ensino, aproximadamente 5,5 mil professores voltados para o ensino fundamento de 1º ao 3º ano. Somente este ano foram 1,5 mil professores que estarão recebendo a certificação em 2016.

Na quarta-feira, 02, durante todo o dia, eles participaram do seminário de enceramento do Ano 3 do PAINAC, no auditório da Secretaria Municipal de Educação (Semed), quando puderam socializar as experiências levadas às salas de aula nas escolas de todas as zonas da cidade.  O seminário também contou com palestra do professor Doutor Domingos Anselmo Moura da Silva, que falou sobre ‘A Construção do Pensamento Matemático na Escola Básica’.

O PNAIC é desenvolvido pela Semed em parceria com a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e o Ministério da Educação (MEC) e tem como meta principal fazer com que todas as crianças cheguem aos oito anos de idade compreendendo o funcionamento do sistema de escrita, domínio das correspondências grafofônicas (fala e escrita), fluência de leitura e domínio de estratégias de compreensão e de produção de textos escritos.

Para a secretária da Semed, Kátia Schweickardt, o trabalho desses educadores faz a diferença na formação de uma nova sociedade. Devemos trabalhar com criatividade, transformar todas as nossas limitações em potencialidades e saber que isso vai fazer uma mudança radical na vida dessas crianças e, quem sabe, essas crianças, que nós estamos tentando recolocar e alfabetizar com qualidade, venham a construir um Brasil novo nos próximos anos, porque  isso precisa muito acontecer”, disse.

A professora Jackeline Cardoso atua na Escola Municipal Pintor Leonardo Da Vinci, no bairro Don Pedro, zona Oeste, e destacou que o Pacto levou uma nova prática pedagógica para as salas de aula.

“É um trabalho bastante significativo, inovou as práticas em sala de aula com os alunos. Foi dada uma nova roupagem, voltada para um processo de mudança da Educação. As estratégias abordadas deixam de lado a linha mais tradicional e cresce numa perspectiva mais inovadora para que os alunos aprendam com um significado”, destacou.

 

Mario Dantas