Plano de Joesley era delatar e ‘nunca mais voltar’

By -

“Tem que ser ‘tchau’ e não voltar aqui mais nunca”. Com esta frase, durante a conversa gravada com o empregado Ricardo Saud, Joesley Batista confessou seu plano: desestabilizar os Três Poderes, vender tudo, deixar o Brasil e “não voltar aqui mais nunca”. A estratégia era garantir blindagem em cinco operações policiais, nas quais era alvo, e passar a viver no Estados Unidos, onde o grupo controla 57 empresas.

Saud diz na gravação: “Isso (delatar e ir embora ileso) é a única coisa que a gente tem acertar, Joesley, pra poder ir embora com a família”.

Investigadores da Lava Jato também suspeitam que Joesley gravou Ricardo Saud como “garantia”, em caso de traição do cúmplice.

Joesley achava que era só grampear autoridades, entregar os áudios, e nunca mais voltar ao Brasil: “não vai precisar de nós (sic)”.

O áudio não foi enviado “por acidente”. A Polícia Federal pediu o gravador para periciar o grampo de Joesley contra Michel Temer.

Por CLÁUDIO HUMBERTO

Roberto Brasil