Pesquisa IDP mostra um 2º turno acirrado na disputa para governo do AM

By -

Levantamento do INSTITUTO DIÁRIO DE PESQUISA (IDP), divulgado nesta segunda-feira, há menos de uma semana da eleição, que ocorrerá no próximo domingo, mostra que os candidatos Eduardo Braga (PMDB) e Amazonino Mendes (PDT) devem ser escolhidos pelos eleitores para disputar um segundo turno. Segundo o IDP, no primeiro turno, se a eleição fosse hoje,  Amazonino obteria 28,2% dos votos, contra 22,5% de Braga.

No segundo turno, Amazonino obteria entre 49,75% e 54,65% dos votos e Braga entre 45,35% e 50,25% dos votos válidos, que são os que contam para definir a eleição e não incluem os brancos e nulos.  A margem de erro da pesquisa é de 2,5 pontos percentuais, para mais ou para menos, o que demonstra um empate técnico.

Desde a instituição das eleições em dois turnos para o Poder Executivo, pela Constituição de 1988,  no caso em que o vencedor não obtenha  a maioria absoluta dos votos (excluídos os brancos e nulos) no primeiro turno, o Amazonas só teve um pleito para governador decidido em segundo turno. Foi em 2014, quando, pela primeira vez, a eleição para o governo amazonense foi decidida no segundo turno. José Melo (PROS) foi eleito no segundo turno com 55,54% dos votos ou 11,08 pontos de diferença contra Braga, que obteve 44,46% dos votos. Mas, depois, a Justiça Eleitoral julgou que houve compra de votos, que a eleição foi ilegal e cassou o mandato de Melo por  compra de votos.

No primeiro turno, a pesquisa mostra Rebecca Garcia (PP), com 14,5% das intenções de voto,  José Ricardo (PT) com 8,3%, Liliane Araújo (PPS) com 1,8%, Wilker Barreto (PHS)  com 1,4%, Luiz Castro com 1,1%, Marcelo Serafim (PSB) com 0,6% e Jardel (PPL) com 0,3%. Até o dia da eleição, os números podem mudar, pois ainda há 12,8% de eleitores que disseram que vão votar em branco ou anular os votos e 8,6% dos que disseram que não sabem em quem vão votar.

Em votos válidos, no primeiro turno, Amazonino obteria 35,9, Braga 28,6%, Rebecca 18,4%, Ricardo 10,5%, Liliane 2,3%, Barreto 1,8%, Castro 1,4%, Marcelo 0,8% e Jardel 0,3%.

1,6 mil entrevistados

A pesquisa, registrada sob o número AM-01012/2014, foi realizada nos dias   26, 27, 28, 29, 30 e 31 de julho de 2017, em diversas zonas eleitorais de Manaus e em 12 zonas eleitorais no interior do Estado. Foram entrevistados   1.600 eleitores.

O estudo foi conduzido de modo que  a margem de erro   máxima seja de 2,45 pontos percentuais para mais ou para menos, com um intervalo de confiança a 95%.

O levantamento foi domiciliar, sendo entrevistado um único eleitor por domicílio. Os domicílios foram escolhidos através de sorteio, tendo todos iguais chances de fazer parte da amostra.

Somente foram entrevistados eleitores cujo domicílio está em um bairro que faz parte de sua zona eleitoral e que estejam aptos a votar nas eleições 2017, com sua situação devidamente regularizada no Tribunal Regional eleitoral (TRE).

D24AM

Roberto Brasil