Pedro Elias discute projeto de unidade móvel fluvial inteligente, com representantes da embaixada coreana

By -

DSC_0613

O secretário estadual de Saúde, Pedro Elias de Souza, reuniu-se na manhã desta quarta-feira (2) com o ministro conselheiro da Embaixada da Coreia do Sul no Brasil, Kwon Youngseup, para mais uma etapa de discussões sobre o projeto que será executado, por meio de parceria entre os governos sul-coreano e do Amazonas, para a montagem de um barco-hospital com tecnologia de ponta, para atendimento de populações ribeirinhas.

Durante a reunião, da qual também participaram o diretor-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), Bernardino Albuquerque, e a primeira-secretária da embaixada, Sewon Kim, o secretário Pedro Elias informou que as providências para a formalização da parceria estão bastante adiantadas e que, nesta fase, estão sendo definidas as contrapartidas que deverão ser dadas pelo Estado e pelo município amazonense que participará diretamente do projeto-piloto.

DSC_0602

Pedro Elias explicou que a proposta inicial, que começou a ser discutida em agosto do ano passado pelo governador José Melo e o embaixador da Coreia do Sul no Brasil, Jeong-Gwan Lee, era de construção de um navio, a ser dotado de tecnologia de ponta, fornecida pelo país asiático. “Estamos, agora, trabalhando com outra perspectiva, que é fazer a instalação desta tecnologia em uma das Unidades Básicas de Saúde Fluvial, do programa que o Ministério da Saúde tem voltado para os municípios do interior. Esta estratégia permitiria antecipar a implantação do projeto, pois há municípios como Lábrea, Itacoatiara e Tabatinga, contempladas no programa federal, cujos projetos de construção já estão em andamento e que poderiam sediar o piloto desta parceria”, disse Pedro Elias.

O grupo de trabalho que está tratando dos detalhes do acordo de cooperação entre os dois governos está sendo coordenado pela Secretaria Estadual de Saúde (Susam) e tem a participação da Universidade de Taubaté, de São Paulo. “Estamos muito felizes com o andamento do projeto e otimistas de que ele irá se concretizar em breve. É uma iniciativa muito importante, principalmente para as populações que serão atendidas pela unidade móvel de saúde. É um projeto que poderá servir de exemplo para muitos outros lugares no mundo”, disse Kwon Youngseup.

Atualmente, o Governo do Estado dispõe de três barcos que levam ações de atendimento – incluindo serviços de saúde – para as populações mais distantes do interior. Essa modalidade de atendimento com unidades móveis fluviais também tem sido ampliada com a construção de Unidades Básicas de Saúde (UBS) fluviais, decorrentes de parceria dos municípios com o Governo Federal. Já há três unidades do tipo funcionando no interior do Amazonas – em Tonantins, Borba e Manicoré.

Mario Dantas