PC localiza e fecha fábrica clandestina de cosméticos no Coroado

By -
A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação da Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente e Urbanismo (Dema), sob o comando do delegado titular da unidade policial, Samir Freire, em ação conjunta com peritos do Instituto de Criminalística (IC) da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), identificou nesta quinta-feira, dia 23, a existência de uma fábrica clandestina de cosméticos, localizada na rua Santa Viviane, bairro Coroado, zona Leste da cidade.

 
De acordo com a autoridade policial, a empresa não possui licença de funcionamento. Conforme Samir Freire, as diligências em torno do caso tiveram início após a formalização de denúncias na especializada, informando que naquele endereço estaria funcionando uma fábrica irregular, sem as mínimas condições de higiene previstas na legislação ambiental vigente.
“Nos dirigimos ao local indicado e constatamos a veracidade das delações. Durante revista, encontramos produtos distintos, como creme para as mãos, esfoliantes, creme para o rosto, sabonetes e hidratantes corporais que seriam comercializados em uma feira de artesanato e culinária, pondo em risco a saúde dos consumidores”, ressaltou o titular da Dema.
O responsável pela fábrica clandestina foi conduzido ao prédio da Dema, onde assinou Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por ausência de licença. O delegado enfatizou, ainda, que o infrator poderá responder a Inquérito Policial (IP), caso algum dos produtos comercializados tenha causado dano à saúde humana.
Roberto Brasil