Parceria entre Governo do Amazonas e Exército Brasileiro permite alistamento militar nos PACs

By -

RCJovens que precisam passar pelo alistamento militar obrigatório podem se inscrever em quatro dos seis postos do Pronto Atendimento ao Cidadão (PAC) existentes na capital. Os atendimentos acontecem de segunda a sexta, das 8h às 17h. O serviço é promovido pelo Governo do Amazonas, sob a coordenação da Ouvidoria Geral do Estado e em parceria com o Exército Brasileiro.O cadastro pode ser feito nos PACs localizados nos bairros Compensa (avenida Brasil, 1.325, Compensa I, zona oeste), Cidade Nova (avenida Noel Nutels, 1.350, Cidade Nova I, zona norte), Alvorada (avenida Desembargador João Machado, 4.922, Alvorada, zona centro-oeste) e São José (avenida Cosme Ferreira, 4.605, Uai Shopping, São José I, zona leste).

O PAC Alvorada apresenta uma exceção relacionada ao horário. Os atendentes recebem as documentações no período das 8h às 12h e das 13h30 às 16h30. Os documentos necessários são: RG ou certidão de nascimento, CPF, comprovante de residência, uma foto 3×4 e ainda um número de telefone atual.

Para os rapazes nascidos em 1996, o alistamento é gratuito, caso seja efetuado até o dia 30 de junho. Quem comparecer à Junta Militar (rua Quintino Bocaiuva, nº 626, Centro, no prédio onde funcionava o Museu do Homem do Norte) após essa data, deverá pagar uma multa no valor simbólico de R$ 2,40.

O ouvidor geral do Estado, deputado Wanderley Dallas, informa que os PACs atendem às solicitações do público masculino com idade de até 27 anos e que os demais retardatários podem ser atendidos somente na Junta Militar. Dallas também fala sobre a importância da efetivação da inscrição e de estar munido do certificado de reservista. “Com esse comprovante, o jovem pode emitir carteira de trabalho, passaporte, fazer inscrições em universidades, concursos públicos, entre outros”, ressalta.

Redação