Paratletas amazonenses seguem para o Circuito Caixa Loterias

By -

paratletas-cicuito-caixaMais de dez paratletas do Amazonas embarcam na madrugada desta sexta-feira, dia 11, para São Paulo, onde participam da terceira etapa do Circuito Caixa Loterias, que acontece neste final de semana, 12 e 13. Mais que a medalha de ouro, a seleção amazonense está de olho na renovação do Bolsa-Atleta Federal. A delegação recebe apoio do Governo do Amazonas, via Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

Destaque do halterofilismo, Vitor Afonso, 19, é o segundo do ranking nacional da categoria abaixo de 107 kg e recordista juvenil. Nas últimas duas disputas, o amazonense ficou com a segunda colocação. Para esta etapa, o paratleta quer apenas levantar 160 kg dos 170 kg necessários para garantir o Bolsa-Atleta de R$ 900, e também, obter a vaga pela Seleção para o Parapan Juvenil.

“Comecei a representar o Amazonas em menos de um ano e passei a ter melhoras, pois consegui ter professores e auxiliares e os meus resultados melhoraram. Nas duas últimas competições fiquei em segundo lugar e quero apenas fazer um bom resultado, que é levantar os 160 kg, mas o meu objetivo é os 170 a 180 kg, e garantir o Bolsa-Atleta e ir para o Parapan Juvenil ano que vem”, disse o paratleta que aos 12 foi diagnosticado com Epifisiólise – escorregamento da cabeça do fêmur para a bacia.

Experiente e conhecido das disputas nacionais, Dernival Santos, 40, sabe os caminhos para a vitória no arremesso de peso. Bolsista do programa federal, o amazonense que possui 10% de perda visual quer renovar o programa para mais uma temporada. O paratleta também estreia na modalidade powerlifting.

“Sou o segundo melhor do ranking brasileiro e quero renovar o Bolsa-Atleta. Um segundo lugar já garanto o benefício. Estou treinando intensamente de manhã e pela tarde e à noite faço academia. Também estou na expectativa da estreia do powerlifting, é a primeira vez que a competição está no evento, e vou em busca da vitória. Estou focado, afirmou Dernival.

Único representante do Amazonas na natação, Jean Cláudio, 41, ficou com o bronze na última etapa. Para obter o auxílio federal, o paratleta espera apenas repetir a conquista anterior. “Estou ansioso e preparado para buscar o resultado. Meu resultado vai depender muito do clima, espero que não esteja frio e sei que preciso derrotar os paulistas para garantir o pódio. Os donos da casa são os principais adversários, mas isso não é um problema para mim. Apenas questão de superação”, declarou o atleta.

Roberto Brasil