Paralisação na Global Green prejudica cerca de 150 mil pessoas na zona Leste

By -
A paralisação durou cerca de duas horas, prejudicando os usuários de 36 linhas

A paralisação durou cerca de duas horas, prejudicando os usuários de 36 linhas

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), informa que na manhã desta quarta-feira (22) trabalhadores da empresa Global Green, localizada no bairro São José, zona Leste, paralisaram as atividades por cerca de duas horas. Aproximadamente 150 mil pessoas foram prejudicadas.

A paralisação começou às 4h30 da manhã e terminou por volta de 6h20, quando os ônibus começaram a sair da garagem para cumprir seus itinerários. A Global Green opera em 36 linhas com 241 ônibus que atuam em toda a zona Leste de Manaus.

De acordo com o gerente operacional da Global, Sérgio Gomes, a empresa passa por dificuldades financeiras devido ao não pagamento do subsídio e operação nas eleições de 2014, além do aumento generalizado de custos. Por isso ficou impossibilitada de depositar em dia o adiantamento dos colaboradores no último dia 20 de julho.

“O subsídio é parte do valor da passagem, sem ele a empresa fica prejudicada. Conversamos com os colaboradores e vamos pagar o vale (adiantamento) ainda hoje (22), por isso eles resolveram retornar às atividades. Não estamos medindo esforços para cumprir com nossas obrigações tanto com os colaboradores, quanto com os usuários”, informa Gomes.

A assessoria jurídica do Sinetram entrará com uma ação na justiça pedindo a ilegalidade da greve, pois a mesma não foi deflagrada de acordo com a Lei de Greve, prejudicando a população que depende do serviço.

Roberto Brasil