Papa Francisco recebe no Vaticano líder cubano Raúl Castro

By -
Cubano disse que pode 'voltar a rezar'

Cubano disse que pode ‘voltar a rezar’

A reunião entre o Papa Francisco e o presidente de Cuba, Raúl Castro, neste domingo (10) às 9h30 (horário local, 4h30 em Brasília), após a chegada do líder cubano à Cidade do Vaticano, durou 55 minutos.

Segundo a agência de notícias EFE, Raúl elogiou o Papa por sua “sabedoría e modestia”, disse que lê “todos os seus discursos” e que, se continuar assim, ele mesmo “voltará à Igreja Católica”. “Voltarei a rezar e regresso à Igreja, e não estou brincando””, comentou o presidente cubano em um encontro com a imprensa.

A reunião aconteceu no estúdio e salões adjacentes à Sala Paulo VI, o grande auditório onde são realizados os atos vaticanos.

Esse local é o escolhido pelo papa e pelo protocolo vaticano para realizar as reuniões mais familiares ou de caráter menos oficial.

A delegação que viajou com Castro a Roma é composta pelo vice-presidente do Conselho de Ministros, Ricardo Cabrisas Ruiz; pelo chanceler, Bruno Rodríguez Parrilla; e pelo ministro das Forças Armadas Revolucionárias, Leopoldo Cintra Frias.

Também se somam à audiência papal os embaixadores na Itália, Alba Soto Pimentel, e no Vaticano, Rodney López.

Depois da visita ao Vaticano, Castro deve se reunir em Roma com o primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi.

Roberto Brasil