Pai é suspeito de organizar sequestro e tortura do próprio filho

By -
Segundo a polícia, o pai queria aplicar um "corretivo" no filho

Segundo a polícia, o pai queria aplicar um “corretivo” no filho

Um garoto de dez anos foi resgatado após sofrer um sequestro seguido de tortura neste fim de semana. Ele passou ao menos três horas nas mãos dos sequestradores em Uberlândia (MG), e um dos principais suspeitos é o próprio pai da criança.

De acordo com informações da Polícia Militar, o menino foi encontrado na última sexta-feira (5), em uma propriedade no bairro Morada Nova, amarrado, com o cabelo e as sobrancelhas raspadas e com a palavra “pilantra” escrita na testa.

A polícia apreendeu três adolescentes que teriam comandado as sessões de tortura, além dos pais de um deles, donos do barraco e que teriam inclusive presenciado as agressões.

“O casal se tratava da mãe [32 anos] e padrasto [21 anos] de um dos adolescentes que torturaram a criança e presenciaram todo o fato. Os três adolescentes levaram o menor à força para esse cativeiro, amarraram, bateram e o torturaram”, disse ao G1 a delegada responsável pelo flagrante, Paula Andressa de Freitas.

O menino, que foi entregue à avó após o resgate, praticava inúmeros furtos na região e torcava as mercadorias pro drogas. De acordo com um dos garotos apreendidos, o pai dele queria aplicar um “corretivo” em seu filho.

Os pais, porém, não foram encontrados até o momento, enquanto os menores detidos por lesão corporal, sequestro, cárcere privado e formação de quadrilha.

Roberto Brasil