Ouvidoria da OAB-AM está entre as melhores do País

By -

encontro-ouvidoriaA Ouvidoria da Ordem dos Advogados do Brasil seccional Amazonas foi destaque durante o III Encontro Nacional de Ouvidores da Ordem dos Advogados do Brasil, realizado no início desse mês em Brasília. O reconhecimento se deu pelo trabalho desenvolvido junto à classe e a sociedade em geral, sendo considerada uma das mais bem aparelhadas do País.  

De acordo com o Ouvidor-Geral da OAB/AM, Glen Wilde, o reconhecimento do trabalho da seccional à nível nacional é um grande avanço, e demonstra que a OAB/AM está olhando para o futuro e fornecendo todas as condições necessárias para que a ouvidoria funcione bem. 

“Temos tudo o que é necessário para realizar nosso trabalho com eficiência, temos um dos regimentos internos mais modernos do Brasil, que acabou se tornando referência para outras ouvidorias do país. Podemos dizer que estamos na vanguarda em relação ao atendimento das ouvidorias no Brasil”, disse ele. Wilde também ressaltou a importância do apoio do Presidente da OAB/AM, Marco Aurélio Choy, para o bom funcionamento da ouvidoria da seccional. 

Com uma equipe composta por um ouvidor-geral, um ouvidor-adjunto, uma secretária, 12 ouvidores auxiliares e uma estagiária, a Ouvidoria da OAB-AM oferece atendimento rápido à população através de diversos canais, incluindo o atendimento via Whatsapp e plantão aos sábados, domingos e feriados. 

Nos últimos seis meses, foram realizados pela Ouvidoria da OAB-AM 873 atendimentos, incluindo 416 emails respondidos, 213 chamadas pelo celular de plantão, 190 ligações pelo telefone fixo, 22 diligências externas em apoio a outras comissões e 32 mediações entre advogados e clientes.

Ainda segundo Wilde, a busca pela excelência nos serviços prestados aproxima a Ordem da sociedade, que encontra na instituição uma parceria. “Sempre recebemos elogios por parte da população e buscamos solucionar problemas que as pessoas não conseguem resolver pessoalmente da maneira mais rápida possível. O prazo máximo de resposta das ouvidorias para a população exigido pelo Conselho Federal é de 15 dias. Aqui no Amazonas, nossa meta é sempre responder em até 24h”, ressaltou.

Durante o evento, ouvidores de todo o País elaboraram uma carta conjunta com propostas de melhorias e sugestões de mudanças no Provimento N. 123/2007, relativo à criação da Ouvidoria-Geral do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Glen avaliou o encontro nacional de forma positiva e o considerou como terreno fértil para o surgimento de novas ideias, como, por exemplo, a possibilidade da implementação de um núcleo de práticas jurídicas na OAB/AM, por meio do qual acadêmicos das faculdades de Direito poderiam oferecer atendimento à população carente do Estado, entre outras.

Entre as principais propostas reunidas pelos ouvidores da OAB estão ainda o aprimoramento e o aperfeiçoamento do Provimento 123/2007, a criação de dispositivos que regulem o funcionamento das Ouvidorias Seccionais em linhas gerais, a busca por novos convênios com Poder Judiciário, Poder Executivo, Poder Legislativo, Defensoria, Ministério Público, entre outros órgãos. 

Roberto Brasil