Os que vão carregar a tocha em Presidente Figueiredo

By -

tocha-olimpica-figueiredo 1Da Redação – No meio do caminho da “Tocha Olímpica existe Presidente Figueiredo/ Existe Presidente Figueiredo no meio do caminho da Tocha Olímpica”. A Terra das Cachoeiras, como é conhecida essa cidade, que fica a 107 km de Manaus, receberá a chama olímpica que iluminará o Brasil durante os jogos desta ano. Depois de passar, em sua caminhada, por muitos lugares, que até podemos chamar de inusitados, por esse Brasil a fora, a Chama vai chegar e passar pela exuberante natureza que emoldura essa linda região do nosso estado.  

No último fim de semana, as três ilustres personalidades, selecionadas, do esporte e da educação de Figueiredo, que irão conduzir a Tocha Olímpica, foram apresentadas em uma reunião na arena da Amazônia aos patrocinadores, pelo comitê olímpico e prefeituras.

tocha-olimpica-figueiredo 3OS SELECIONADOS DA TOCHA

Entre os selecionados está o professor Genival Assunção da Silva, ele participa do projeto, Ler pra crescer, projeto de meteorologia que estuda os tipos e quantidades de  chuvas do município, e, coordena a olimpíada de geografia na escola em que trabalha. “Pra mim é uma honra conduzir a tocha, pois eu sou um apaixonado pelo esporte. E esse evento é muito importante para a divulgação e visibilidade do município a nível nacional e internacional”, enfatizou Genival.

Outro que vai carregar a tocha olímpica é Lucas Monteiro, conhecido como “Luquinha”. O jovem tinha tudo para se comportar como qualquer outra criança com paralisia cerebral, ou seja, ficar em casa e ser dependente para o resto da sua vida, mas aos 02 anos de idade, influenciado pelo seu pai, iniciou a equoterapia, que é um método cientifico, aplicado em pessoas com alguma disfunção cerebral, de ajuda na relação da saúde e educação utilizando o cavalo, numa abordagem multiprofissional e interdisciplinar buscando a integração de participantes a viver de uma forma melhor com suas deficiências em sociedade.

tocha-olimpica-figueiredo 4Luquinha hoje tem 15 anos e resolveu ser diferente daquilo que a vida lhe reservou e encontrou nos cavalos o apoio para essa mudança, hoje ele é um menino independente. Lucas utiliza o cavalo para ter acesso à escola, e nos finais de semana corre vaquejada. O garoto desenvolve outras diversas atividades que realiza com muita naturalidade, dentro de algumas limitações é claro. Apesar de todos os problemas o jovem se tornou uma referência de luta e perseverança, junto com o seu cavalo “D8”. Hoje são exemplos, de que nada está perdido, porque se lutarmos contra as adiversidades da vida é possível vencer e provar que somo todos iguais. “Estou feliz em poder participa deste evento, agradeço a Deus e meu pai por estar sempre ao meu lado, e agradeço as pessoas que me indicaram para carregar a tocha olímpica”, comentou sorridente, Luquinha.

A zona rural de Presidente Figueiredo, vem representada pelo atleta Zedequias. O jovem que mora na Comunidade Marcos Freire, na estrada de Balbina, leva uma vida simples como morador da área rural. Zedequias,  teve seu reconhecimento como atleta ao participar dos jogos escolares de 2008, classificou seu time ao participar das finais em Manaus, contribuindo para serem consagrados campeão. Depois deste feito, o atleta foi convidado a treinar na Vila Olímpica de Manaus, apesar das dificuldades que passou, o agricultor atleta, se destacou nos jogos que participou em Londrina e Goiânia.

tocha-olimpica-figueiredo 5A tocha olímpica chega a Manaus no dia 19 de junho e passa pelos principais pontos turísticos da capital. No dia seguinte viaja para Iranduba, passa pela comunidade do Catalão, em seguida vai à Presidente Figueiredo, onde passeia pelas cachoeiras de Iracema e Corredeira do Urubuí. (David Almeida – Fotos: Chiquinho Carioca)

Roberto Brasil