Os piores países para ser mulher

By -

os-piores-paises-para-ser-mulher-blog-da-floresta

O informe da ONG One ‘A pobreza é sexista’ explica os fatores que faz de um país um lugar com menos direitos. O documento mostra a desigualdade que sofrem as mulheres no mundo.

 

Com mais de sete milhões de membros em todo o planeta, One é uma das organizações que mais lutam contra a desigualdade. No informe deste ano (2016), indica os países onde nascer mulher é uma das coisas mais complicadas e perigosas. “Em nenhum lugar da terra as mulheres tem as mesmas oportunidades que os homens, a pobreza e a iniquidade de gênero vão de mãos dadas”.

 

O informe ainda disse que neste ano (2016), 500  milhões de mulheres ainda não podem ler, 63 milhões de meninas não tem direito a educação e 155 países ainda tem leis que diferenciam entre homens e mulheres.

 

A lista dos piores países para ser mulher são: República Democrática do Congo, República Centro-Africana, Comores, Serra Leoa, Libéria, Haiti, Burkina Faso, Somália, Chad, Mali, Benim, Iémen, Mauritânia, Paquistão, Gâmbia, Djibouti, Guiné e Afeganistão.

 

É desalentador o informe, de qualquer ponto de vista “em muitos países, nascer pobre e mulher significa uma vida sentenciada pela iniquidade, opressão e pobreza. Em muitos casos é também uma sentença de morte. Uma garota nascida na Nigéria tem 41 vezes mais possibilidade de morrer antes dos cinco anos que uma nascida na Noruega”. // Mercedes Guzmán

Áida Fernandes